Audiência dos diários generalistas cai para 28%

PÚBLICO e jornal i foram os únicos diários generalistas a aumentar a audiência média entre 15 de Setembro e 15 de Dezembro, face ao ano passado.

Audiência média dos diários generalistas desceu face a 2012
Foto
Audiência média dos diários generalistas desceu face a 2012 José Sarmento Matos/Arquivo

A audiência média dos jornais diários generalistas caiu de 29,1% entre 15 de Setembro a 15 de Dezembro em 2012 para 28% no mesmo período deste ano. O PÚBLICO e o jornal i foram os únicos jornais a conseguir chegar a uma fatia maior da população.

O PÚBLICO alcançou 5,7% de audiência (5,2% no mesmo período do ano passado) e o i 1,7% (1,6% em 2012).

De acordo com o relatório Bareme Imprensa, da Marktest, na análise homóloga anual, o Correio de Manhã, que lidera a circulação paga dos diários generalistas em Portugal, desceu de 15,3% para 15,1%. O mesmo sucedeu com o Jornal de Notícias, que passou de 12,7% para 12,5%. Já o Diário de Notícias, desceu de 4,9% para 4,5%.

Em comparação com os meses de Março, Abril e Maio – os que são disponibilizados pelo Bareme –, o Correio da Manhã, o Jornal de Notícias e o jornal i conquistam mais leitores. Já o PÚBLICO mantém a audiência nos 5,7%, tal como o Diário de Notícias, que atinge os 4,5% nos dois períodos.

A informação económica diária regista uma queda: de 5% para 4,4%, com o Jornal de Negócios a protagonizar a maior descida (de 3,1% para 2,8%). O Diário Económico desce de 3,1% para 2,9%.

Entre os jornais semanais, e em termos anuais, o Expresso diminuiu a circulação paga de 7,5% para 7,4% entre 15 de Setembro e 15 de Dezembro. O semanário Sol aumenta de 2,4% para 2,6%.

Nos desportivos, também se regista uma queda em comparação com 2012. O Record passa de 10,8% para 10%. A Bola derrapa de 10,3% para 9,9%. Face aos meses de Março a Maio, ambos conseguem conquistar maior número de leitores. O Jogo é o único desportivo a conseguir aumentar audiência em termos anuais, de 6,4% para 6,5%.

O Bareme Imprensa é baseado 5063 entrevistas feitas a indivíduos com mais de 15 anos.