Vettel sai na frente na Índia e pode sagrar-se campeão

Piloto alemão tem a possibilidade de conquistar, este domingo, o seu quarto título mundial.

O piloto alemão, depois da classificatória: a um passo de mais um título
Foto
O piloto alemão, depois da classificatória: a um passo de mais um título ADNAN ABIDI/REUTERS

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull-Renault), tricampeão do Mundo de Fórmula 1, conquistou hoje a “pole position” para o Grande Prémio da Índia, que se realiza no domingo.

O germânico, a quem basta um quinto lugar em Nova Deli, para festejar o seu quatro título consecutivo, alcançou a 43.ª pole da carreira e a sétima da presente temporada, depois de ter rodado na sua melhor volta em 1.24,119 minutos, um recorde do circuito Buddh.

“Não quero pensar no título, apesar de uma em cada duas pessoas no paddock me falar nisso”, afirmou Vettel, que colecionou mais esta posição sem grande desgaste, para si e para o carro, já que fez duas vezes menos voltas do que a maioria dos adversários, nomeadamente o seu compatriota Nico Rosberg (Mercedes), que vai largar ao seu lado na primeira fila.

O outro piloto da Mercedes, o britânico Lewis Hamilton, vai largar da segunda fila ao lado de Mark Webber, da Red Bull.

O espanhol Fernando Alonso (Ferrari), que há duas semanas, no Japão, adiou o título de Vettel e que continua a ter hipóteses meramente académicas de chegar ao seu terceiro título, não conseguiu melhor do que o oitavo tempo, dois segundos mais lento do que Vettel, e vai largar da quarta fila ao lado do alemão Nico Hülkenberg (Sauber).

Com 90 pontos de atraso para Vettel e 100 por disputar, o asturiano, para ser campeão, precisava que o alemão não pontuasse em nenhuma das quatro corridas restantes (Índia, Abu Dhabi, Estados Unidos e Brasil), tendo de vencer três e ficar pelo menos em segundo noutra.

À sua frente na grelha de partida terá o seu companheiro de equipa, o brasileiro Felipe Massa, e o finlandês Kimi Räikkönen (Lotus-Renaut), que partem da sexta e sétima posições, respectivamente.

A sessão foi marcada pela eliminação prematura do francês Romain Grosjean (Lotus), único piloto a aproximar-se dos Red Bull em Suzuka. Após duas presenças consecutivas no pódio, o gaulês terá sido vítima da estratégia da equipa, que não optou por pneus macios, e terminou a Q1 com o 17.º registo.

O Grande Prémio da Índia está marcado para as 15h00 de domingo em Nova Deli, 09h00 em Lisboa.