Silva Pereira para Machete: “A esta hora já não devia ser ministro”

Foto
Pedro Silva Pereira, deputado do PS Nuno Ferreira Santos

O deputado do PS Pedro Silva Pereira pediu a demissão do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e considerou que isso já devia ter acontecido. Logo depois da intervenção inicial de Rui Machete na comissão parlamentar, o ex-ministro de Sócrates foi duro: “Pensei que tivesse a lucidez de já não comparecer nesta comissão.”

Pedro Silva Pereira disse mesmo que “a esta hora” Rui Machete “já não devia ser ministro”, já que a declaração que o ministro fez à Rádio de Angola “é intolerável”. O socialista contestou a ideia de que se tratou de uma expressão menos adequada. “Não é uma expressão infeliz, é um pedido de desculpas em nome do Estado português”, precisou Silva Pereira, contrariando ainda a ideia de que terá havido referências à violação do segredo de justiça na entrevista tal como tinha argumentado o ministro.

Na resposta, Rui Machete recusou ser sujeito a um “julgamento” e sublinhou que a violação do segredo de justiça (quando foi noticiada a existência de investigações a altas figuras de Angola) é que “criou a grave crise” com a ex-colónia portuguesa. "Disse que tanto quanto sabia, [o caso] não tinha gravidade. Foi um juízo político e vossa excelência, ao tentar fazer um problema jurídico, falha o objectivo", disse Machete, dirigindo-se ao deputado socialista.
 

Sugerir correcção