Rio Ave criou muitas ocasiões e ganhou com um autogolo em Coimbra

Académica corre o risco de ser ultrapassada na classificação pelo Paços de Ferreira e pelo Belenenses.

Foto
Foto: Fernando Veludo/NFactos

O Rio Ave venceu, em Coimbra (1-0), uma Académica que elevou para quatro o número de derrotas na Liga, graças a um autogolo de Reiner Ferreira, num jogo movimentado e com muitas ocasiões de golo. Com este triunfo, que marcou o arranque da 7.ª jornada da Liga, os vila-condenses igualam provisoriamente o Nacional na sexta posição.

O único momento do primeiro tempo em que o Rio Ave teve a sorte a seu favor foi logo aos 2’, quando, num livre indirecto, a barra impediu o golo de cabeça de Djavan. Depois, Nuno Espírito Santo viu-se obrigado a colmatar as lesões de Rodríguez (10’) e de Lionn (38’).

Depois de uma primeira parte em que Diego perdeu uma ocasião soberana, na cara de Ricardo, após uma fífia de Reiner, a Académica soltou-se no arranque dos segundos 45 minutos, explorando a defesa remendada do adversário muitas vezes graças à velocidade de Diogo Valente. Mas a verdade é que as melhores oportunidades pertenceram ao adversário.

Aos 62’, na sequência de um cruzamento da esquerda, Ukra perdeu o duelo com o guarda-redes Ricardo (em mais uma noite inspirada). Aos 64’, Tarantini atirou de cabeça à trave, no seguimento de um livre, para, aos 76’, falhar a emenda na pequena área após assistência de Ukra.

E como os vila-condenses estavam com a pontaria desafinada, acabou por ser Reiner a fazer autogolo, ao falhar a intercepção a um cruzamento de Ukra, aos 80’. O suficiente para dar a terceira vitória na Liga ao Rio Ave.