Torne-se perito

Site do PÚBLICO eleito o mais bem desenhado da Península Ibérica

Jornal conseguiu ainda uma medalha de ouro, duas de prata e duas de bronze nos prémios anuais da Society for News Design.

Fotogaleria
O trabalho Florestas em Perigo ganhou uma medalha de ouro PÚBLICO
Fotogaleria
Sem boa azeitona não há bom azeite PÚBLICO
Fotogaleria
Praias com bandeira azul PÚBLICO
Fotogaleria
Filhos do Vento PÚBLICO

O site do PÚBLICO foi considerado a publicação online mais bem desenhada na edição deste ano do congresso ÑH, organizado pela Society for News Design, que anualmente distingue as publicações e trabalhos jornalísticos com melhor desenho.

O PÚBLICO, que apresentou em Novembro uma edição online renovada, foi também distinguido com uma medalha de prata na categoria de redesenho de publicações online. O ouro não foi atribuído.

O jornal obteve ainda uma medalha de ouro na categoria Inovação pelo trabalho “Floresta em Perigo”, que inclui artigos de reportagem, infografias e vídeos sobre a prevenção e o combate a incêndios em Portugal. A última parte do trabalho é publicada nesta terça-feira.

Ganhou também uma medalha de prata na categoria Infografia e Uso de Multimédia, pelo trabalho “Sem boa azeitona não há bom azeite”, uma animação online que ilustra o processo de produção do azeite. E recebeu ainda duas medalhas de bronze: uma por uma infografia que mostra a distribuição e evolução ao longo dos anos das praias com bandeira azul; e outra pelo desenho da página da reportagem “Filhos do Vento”, um trabalho sobre os filhos que os militares portugueses que combateram na guerra colonial tiveram com mulheres guineenses.

Já o jornal i recebeu o prémio de jornal mais bem desenhado na categoria de Jornais Diários com mais de 50 mil exemplares, na qual o PÚBLICO foi finalista. Na categoria de menos de 15 mil exemplares, ganhou o Jornal de Leiria. O vencedor na categoria entre 15 mil e 50 mil exemplares foi o espanhol Diario de Pontevedra. A edição espanhola da revista Esquire ficou com o primeiro lugar na categoria de Revistas.

O i ganhou ainda a distinção para Melhor Capa do Ano, pela primeira página da edição de 5 de Dezembro de 2012, em que a manchete “Mercados apoiavam se Portugal tivesse as mesmas condições da Grécia” era ilustrada com a imagem do ex-presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, e do ex-ministro Vítor Gaspar a abraçarem-se.

Foram apresentados a concurso 1986 trabalhos nas categorias de meios impressos e 177 nas categorias de meios digitais, um valor que o comunicado da organização nota ser inferior ao do ano passado. O júri atribuiu 169 medalhas. O designer gráfico Tiago Santos, do Expresso, foi o único profissional português a fazer parte do júri.
 
 
 

Sugerir correcção