E o grande vencedor da noite eleitoral foi… Casa dos Segredos

Os especiais autárquicas ocupam o top cinco: o da TVI, seguido pela RTP1 e só depois a SIC.

O programa apresentado por Teresa Guilherme foi o vencedor na noite de domingo
Foto
O programa apresentado por Teresa Guilherme foi o vencedor na noite de domingo Daniel Rocha

A TVI assinou o programa mais visto da noite: a estreia do reality show Casa dos Segredos, com 1,7 milhões de espectadores. Os especiais autárquicas ocupam o top cinco: o da TVI, seguido pela RTP1 e só depois a SIC.

Apesar do terramoto eleitoral, da expectativa sobre o futuro de alguns municípios e dos líderes políticos ainda não terem falado nessa altura acerca dos resultados, a aposta da TVI de emitir o reality show Casa dos Segredos às 22h00 deu os seus frutos na guerra das audiências.

A gala de estreia da Casa dos Segredos, que durou mais de duas horas e meia, foi o programa mais visto de domingo, com 1,743 milhões de espectadores, de acordo com dados da GfK, trabalhados pela Marktest/Mediamonitor. Seguido pela cobertura especial das autárquicas, também da TVI, acompanhada durante duas horas por 1,46 milhões de pessoas.

A RTP1 conquistou o segundo lugar na guerra da cobertura autárquica. O seu especial sobre as eleições ficou em terceiro lugar e teve 978 mil espectadores. O mesmo programa da SIC foi relegado para quinto lugar do top do dia, com 842 mil espectadores.

Mas o canal público, que dividiu a sua cobertura informativa sobre as eleições em três edições, conseguiu inscrever ainda no top dos mais vistos do dia mais um programa de uma hora e meia sobre as eleições a partir das 22h55, com o Autárquicas 2013: Contagem Final, que acabou por ser seguido por 687 mil pessoas (ficou em oitavo lugar). E também outro de 51 minutos, ao fim da tarde, para balanço do dia eleitoral ainda sem projecções, que foi visto por 600 mil espectadores.

O director de Informação da TVI tinha garantido ao PÚBLICO que “impreterivelmente” às 22h00, quer os resultados nacionais mostrassem ou não já a tendência da noite eleitoral, a estação de Queluz passaria a emissão para a Venda do Pinheiro, para o reality show, continuando as autárquicas a ser tratadas no canal de informação TVI24, que emite apenas em plataformas pagas. “Os partidos disseram que não iam tirar ilações nacionais dos resultados das autárquicas”, por isso não vale a pena dar demasiada exposição ao escrutínio, ironizava então José Alberto Carvalho. A aposta, pelo menos em termos de audiências, acabou por ser ganha pela TVI.

Nas contas globais do dia, a TVI registou um share de 27%, deixando longe a SIC e a RTP1, numa espécie de empate técnico. O canal de Carnaxide teve um share de 14,4%, e a RTP1 menos uma décima. O segundo canal público conseguiu um dos valores mais baixos dos últimos tempos – 1,7%. A plataforma de cabo (TV paga) absorveu 31,9% de share e a rubrica denominada outros, que inclui a utilização da TV para ver gravações ou jogar videojogos, 10,7%.