Villas-Boas ganhou o “jogo impossível” com uma goleada

Pouco mais de 48 horas depois de defrontar o Cardiff, o Tottenham derrotou o Aston Villa, por 4-0, na Taça da Liga inglesa.

Defoe marcou dois golos
Foto
Defoe marcou dois golos Reuters

André Villas-Boas tinha dito que teria nesta terça-feira, em Birmingham, um “jogo impossível”, mas o Tottenham somou nova vitória. Pouco mais de 48 horas após os londrinos vencerem o Cardiff, para a Premier League, os “spurs” derrotaram o Aston Villa, por 4-0, e seguiram em frente na Taça da Liga. O Chelsea, de Mourinho, que no próximo sábado defronta o Tottenham, em White Hart Lane, também se qualificou após vencer o secundário Swindon Town, por 2-0.

Numa eliminatória que começou sem surpresas, Villas-Boas tinha dois obstáculos para ultrapassar: o Aston Villa e o pouco tempo de recuperação. No entanto, apesar das queixas do português, que alertou que os seus jogadores podiam sofrer lesões musculares por terem pouco tempo de descanso, o Tottenham passou com distinção o teste e venceu por claros 4-0, com golos de Defoe (45’ e 90’), Paulinho (49’) e Chadli (86’).

Em frente segue também o Chelsea que afastou o Swindon Town. Os golos dos “blues” foram apontados por Torres (29’) e Ramires (35’). Em Manchester, o City garantiu o apuramento com uma goleada sobre o Wigan, por 5-0. Dzeko (33’), Jovetic (60’ e 83’), Yaya Touré (76’) e Navas (86’) marcaram os golos da formação treinada por Pellegrini. O West Ham, com um golo de Ricardo Vaz Té, aos 88’, afastou o Cardiff (3-2).