Foto

“Estafeta de bandas” (Lovers & Lollypops)

Baixa do Porto

A Estafeta é uma corrida de bandas sem competição e sem vencedor. As mesmas bandas apresentam-se em formato maratona durante a noite no Plano B. O objectivo da "Estafeta de Bandas" é, acima de tudo, o convívio harmonioso entre as bandas e a cidade. Este convívio não vem por si só, pois as bandas são já conhecidas da cidade do Porto e irão actuar em formato semi-acústico, uma forma diferente do registo a que estão (e a que o público está) habituados. Dado que estamos a falar de “concertos ambulantes”, a Estafeta de Bandas pretende angariar público ao longo do seu percurso. A primeira banda começa a tocar num local a definir, deslocando-se até onde a segunda banda começar, passando a vez a esta.

18h00 - The Glockenwise

Rua Miguel Bombarda com a Rua de Cedofeita > Praça dos Leões


18h25 - NACO


Praça dos Leões > Torre dos Clérigos

18h50 - Jibóia

Torre dos Clérigos > Rua Cândido dos Reis (frente ao Plano B)

19h15 - The Shine

Rua Cândido dos Reis (frente ao Plano B)

A Lovers & Lollypops (L&L) produtora, promotora e editora sediada no Porto ao longo de sete anos de existência conta já com uma série de eventos, bandas e produtores, baseados num denominador comum: a preocupação pela inovação ética e estética, quer a nível de sonoridades, quer a nível de formato dos eventos. Dentro destes eventos, destacam-se as edições dos festivais Milhões de Festa (Porto - 2006, Braga - 2007, Barcelos - 2010 a 2013) e o Vinte, 20, XX (Plano B, Porto - 2009, 2010 e 2013; Guimarães, 2012). Enraizada na Invicta, com um importante contributo para a crescente oferta cultural da cidade e uma das entidades que contribuiu para o surgimento da movida da Baixa, a Lovers & Lollypops, enquanto promotora, trabalhou com alguns dos nomes mais importantes do circuito alternativo, fazendo do Porto um dos principais roteiros de concertos da península Ibérica, apesar de todas as condicionantes geográficas e conjunturais. Do ponto de vista editorial, as suas apostas pautam-se pelo arrojo e pelo descontracção, sendo um dos principais selos da rock, da pop e do experimental e psicadélico e Portugal, editando bandas como The Glockenwise, Throes + The Shine, Black Bombaim, Memória de Peixe, Long Way to Alaska, etc.