Hyperloop, uma ideia para viajar a 1200 km/h

Milionário Elon Musk apresenta novo meio de transporte.

Fotogaleria
Esboços do Hyperloop Reuters
Fotogaleria
Reuters
Fotogaleria
Reuters
Fotogaleria
Elon Musk Robyn BECK/AFP

Não é um avião, nem um comboio. Mas permitirá viajar a alta velocidade, aproximando-se dos 1200 km/h. Chama-se Hyperloop e é um novo conceito de transporte, cujo esboço foi apresentado na segunda-feira por Elon Musk, o multimilionário que fundou a empresa de carros eléctricos Tesla Motors, a companhia de exploração espacial SpaceX e que criou um sistema de pagamentos online que mais tarde se fundiu com o Paypal.

Mas como funciona exactamente este meio de transporte? “O Hyperloop consiste num tubo de baixa pressão com cápsulas, transportadas a grande velocidade ao longo do tubo”, lê-se no documento de 57 páginas.

“As cápsulas [com capacidade para 28 passageiros] são colocadas sobre almofadas de ar pressurizado”, acrescenta a mesma explicação. Nas informações acessíveis, não foram dados muitos pormenores sobre o tipo de energia que alimentará este sistema, mas uma das versões prevê motores eléctricos usados nos automóveis Tesla S, que criarão um campo electromagnético para fazer a propulsão das cápsulas.

Musk defende que o Hyperloop será muito mais vantajoso do que o comboio de alta velocidade, porque custará menos e será mais seguro.

O milionário americano-sul-africano diz que a construção da ligação entre Los Angeles e San Francisco custaria 6000 milhões de dólares (4500 milhões de euros), muito menos do que os 70.000 a 100.000 milhões de dólares (52 mil a 75 mil milhões de euros) previstos para o comboio de alta velocidade.

Musk acrescentou ainda que este meio de transporte será menos vulnerável aos sismos e menos exposto aos acidentes do que o comboio e o avião, “porque não se pode despenhar ou descarrilar”.

O projecto do Hyperloop é apresentado como economicamente viável para ligações inferiores a 1500 km. O preço de uma viagem entre Los Angeles e San Francisco seria de 20 dólares para os 35 minutos de viagem, antecipa o empresário.

Musk diz que este meio de transporte poderá atingir velocidades próximas dos 1200 km/h, descrevendo-o como algo mais parecido com o avião do que com o comboio. “Foi concebido para ser super-leve, enquanto os comboios são incrivelmente pesados. Será mais próximo de um avião”, disse, acrescentando que para os passageiros será como “voar”.

O multimilionário disse que não vai desenvolver o projecto, mas admitiu a hipótese de criar um protótipo de demonstração. “Não estou a pensar fazer muito dinheiro com isto, mas gostaria que [este projecto] se tornasse realidade. E se isso ajudar, farei um modelo”, explicou.

O projecto foi desenvolvido por equipas da Tesla e da SpaceX, tendo por base tecnologias já usadas pelas duas empresas.

Elon Musk, de 42 anos, nasceu na África do Sul, mas tem nacionalidade norte-americana. Fez fortuna ao vender, em 1999, a sociedade Zip2 à Compaq, por mais de 300 milhões de dólares.

Outra das suas criações foi o sistema de pagamentos online X.com, que depois se fundiu com o Paypal, comprado em 2002 pelo eBay, por 1500 milhões de dólares.

Além da Space X e da Tesla, Musk dirige ainda a SolarCity, uma fabricante de painéis solares.

Notícia actualizada às 14h39 Acrescenta o link para o documento que explica como é o Hyperloop