Ian Humes/Flickr
Foto
Ian Humes/Flickr

Investigadora Ana Ferraz vence final da Imagine Cup com dispositivo de teste ao sangue

Teste rápido ao sangue de Ana Ferraz venceu a Final Mundial da Imagine Cup 2013, na Rússia. Prémio de 50 mil dólares vai ser aplicado na melhoria do protótipo

A investigadora Ana Ferraz venceu a Final Mundial da Imagine Cup 2013, na Rússia, com o dispositivo portátil que permite detectar, em menos de cinco minutos, o grupo sanguíneo, anunciou esta sexta-feira a Microsoft, promotora da competição.

Ana Ferraz, aluna de doutoramento na Universidade do Minho, venceu na categoria Cidadania, com o projecto “For a Better World” (“Por um Mundo Melhor”). O montante do prémio — 50 mil dólares (38 mil euros) — vai ser aplicado na melhoria do protótipo, na realização de mais testes e na sua potencial comercialização, indicou à agência Lusa a investigadora.

Ana Ferraz, que representou Portugal no concurso internacional, explicou que o dispositivo portátil com que foi premiada permite determinar, de forma automática, em menos de cinco minutos, o grupo sanguíneo, podendo ser usado em ambulâncias, hospitais e laboratórios, em situações de emergência. O dispositivo possibilita ainda fazer os testes necessários antes de uma transfusão, e detectar doenças como a sífilis e infecções hospitalares.

PÚBLICO -
Foto
Ana Ferraz venceu na categoria Cidadania com o projecto “For a Better World” (“Por um Mundo Melhor”) DR

Promovida pela Microsoft, a Imagine Cup é considerada a maior competição internacional de tecnologia. A final decorreu durante quatro dias, em São Petersburgo, na Rússia, culminando na divulgação do vencedor, na noite de quinta-feira. Segundo a Microsoft Portugal, é a primeira vez que Portugal obtém um primeiro lugar na competição.

Sugerir correcção