Hugo Almeida vai ser titular contra a Croácia

O seleccionador nacional vai mexer na equipa, mas aponta como principal objectivo do jogo particular contra a Croácia a preparação para o embate com a Irlanda do Norte, em Setembro.

Foto
Paulo Bento vai mexar na equipa portuguesa para o jogo contra a Croácia Francisco Leong/AFP

“Faremos algumas alterações, com todos os sectores incluídos. Em todos, faremos alterações”, afirmou o técnico luso, na conferência de antevisão do último embate da formação das “quinas” em 2012-2013.

De acordo com Paulo Bento, trata-se de um “questão de gestão”, face ao “momento da época” e ao “período de recuperação”, tendo em conta o embate de sexta-feira com a Rússia, que Portugal bateu por 1-0, na Luz, na qualificação para o Mundial 2014.

“Tem a ver com o desgaste, a fase da época em que estamos e também com a forma como os jogadores acabaram o embate de sexta-feira. Esperaremos mais algumas horas para decidir”, prosseguiu o seleccionador nacional.

Mesmo não apresentando o “onze” habitual, Paulo Bento prometeu que Portugal vai “tentar competir da melhor forma possível, independentemente de o jogo ser de carácter particular”.

“Todos os jogos servem para tirar ilacções e observar o comportamento dos jogadores. Esperamos fazer um bom jogo, também para nos irmos preparando - sendo que temos mais um jogo em Agosto - para chegar nas melhores condições ao jogo com a Irlanda (do Norte, a 6 de Setembro)”, disse.

No treino deste domingo, Cristiano Ronaldo, Nani e Fábio Coentrão estiveram ausentes, por “gestão de esforço” e por apresentarem “algumas queixas”, mas não estão excluídos do jogo, sendo que “o ponta de lança será Hugo Almeida”.

Paulo Bento falou também do embate com a Rússia, elogiando os jogadores: “Já o disse, e volto a referir, que em termos de atitude e compromisso não tenho nada a apontar aos jogadores, muito pelo contrário”.

“Fizemos um jogo com qualidade, sendo que quando tivemos de sofrer, soubemos sofrer. Raramente nos desequilibrámos, com excepção para uma jogada do Shirokov. Nos últimos oito minutos da primeira parte, estivemos menos coordenados, mas o intervalo fez-nos bem e entrámos melhor na segunda parte”, recordou.

Quanto ao central Neto, que se estreou como titular, na ausência do castigado Pepe, e Vieirinha, titular no lugar habitualmente ocupado por Nani, o técnico português afirmou que “quanto mais opções” tiver, “melhor poderá ser o trabalho”.

“Foram dois jogadores que tiveram um rendimento muito bom no jogo de sexta-feira. Vieirinha já tinha jogado em Israel e no Azerbaijão e, quanto ao Neto, não podemos esquecer o trajecto e compromisso do Pepe. Queremos ter cada vez mais soluções e, em alguns casos, pode despertar alguém que possa pensar ter um estatuto que não tem”, afirmou.

Em relação ao adversário de segunda-feira, Paulo Bento explicou que a Croácia “joga com dois jogadores na frente, num 4-4-2 clássico, tem jogadores no corredor central e na frente fortes no jogo aéreo e laterais que dão profundidade ao jogo ofensivo e cruzam com frequência”.

“Para este jogo, não sabemos, no entanto, se vão manter o ‘onze’ habitual ou se vão testar outro sistema e outras situações”, disse.