Musikki
Foto
Musikki

Prémio das Indústrias Criativas com seis finalistas para 2013

Já são conhecidos os seis finalistas do 5.º Prémio Nacional Indústrias Criativas. Vencedor dos 25 mil euros é anunciado em Outubro

Os projectos Bright, MyWishGuru, Musikki, Performing Arts, Story TrailTV e Zizabi são os seis finalistas da 5.ª edição do Prémio Nacional de Indústrias Criativas (PNIC). Os seis nomes foram anunciados a 27 de Maio, em Lisboa, e integram três sectores de actividade: artes performativas, música e conteúdos digitais (software educativo e de entretenimento incluídos).

A Performing Arts, uma plataforma online para divulgação internacional de artistas nacionais junto de programadores de teatros e festivais, foi o projecto escolhido para a categoria artes performativas. A criação de uma base de dados própria é um dos objectivos da Performing Arts.

Das oito candidaturas na área da música, o projecto Musikki, de João Afonso, Juliana Teixeira e Pedro Almeida, foi o escolhido. Este “Google da música” é um motor de busca dedicado à música, relacionando todo o conteúdo dessa área e facilitando o acesso a vídeoclipes, informações sobre artistas ou bandas, álbuns ou agendas de concertos.

Para conteúdos digitais foram 89 os candidatos, dos quais apenas quatro foram selecionados para a lista dos finalistas. O MyWishGuru é uma rede social que permite a publicação e partilha de desejos com os amigos, que podem “acompanhar, orientar e incentivar as pessoas a não desistirem dos seus sonhos”. A Story TrailTV, outra das finalistas nesta categoria, é uma “plataforma georreferenciada (‘storyteller app’) para smartphones e tablets que permite explorar espaços como museus — o caso do Museu dos Coches, em Lisboa —, cidades ou parques naturais através de filmes, séries, guias ou jogos.

Com Bright, os promotores querem usar novas ferramentas de comunicação multimédia para tratar temas como o cancro ou o VIH/Sida, representando visualmente processos complexos. O último projecto dos conteúdos digitais, a Zizabi, é uma plataforma online para pessoas que querem comprar casa, diferenciando-se das já existentes pelas possibilidades de comparação de preços, bem como dados estatísticos e indicadores das zonas escolhidas.

Vencedor conhecido em Outubro

Ao todo foram 339 os projectos que concorreram a esta edição do PNIC, entre 28 de Feveireiro e 7 de Abril de 2013. Os seis finalistas têm, agora, de desenvolver o seu plano de negócio. Critérios como a inovação e criatividade, a viabilidade económica e financeira, o nível de empregabilidade e o impacto na comunidade são decisivos para a decisão final do júri.

O projecto vencedor é conhecido em Outubro, durante o Super Bock Laboratório Criativo. O prémio é de 25 mil euros, para o desenvolvimento do negócio, e o promotor do projecto vencedor “poderá integrar a incubadora da Fundação de Serralves”, bem como representar Portugal na Creative Business Cup, uma competição internacional que acontece em Copenhaga os dias 18 e 20 de Novembro.

O PNIC vai na 5.ª edição e, até agora, já recebeu mais de mil candidaturas. “Estamos muito satisfeitos com o andamento do projecto. São cinco anos em que apoiamos pessoas, ideias e negócios fantásticos, com grande potencial”, refere a directora de Pessoas e Comunicação da Unicer, Joana Queiroz Ribeiro. Da lista de anteriores vencedores deste prémio fazem parte o Hard Club e Cut Furniture (2009), Canal 180/OSTV (2010), Hole 19 (2011) e UniPlaces (2012).