Pinto da Costa adia para a semana decisão sobre futuro de Vítor Pereira

“Para continuarmos um projecto, temos de ter a certeza de que há condições”, justificou o presidente do FC Porto.

A ligação entre Pinto da Costa e Vítor Pereira está cada vez mais forte
Foto
A ligação entre Pinto da Costa e Vítor Pereira está cada vez mais forte Foto: Fernando veludo/NFactos

Promete durar até à próxima semana o tabu em torno da renovação ou saída de Vítor Pereira. Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto, revelou esta quinta-feira que ainda não está decidido se o futuro do treinador passa pelo Estádio do Dragão: “Para continuarmos um projecto, temos de ter a certeza de que há condições”, limitou-se a dizer, numa entrevista à RTP1 que serviu também para confirmar que James Rodríguez e João Moutinho estão perto de se mudar para o Mónaco.

É uma dúvida que nem a renovação do título nacional ajudou a desfazer: Vítor Pereira continua na próxima época ou faz as malas e parte à aventura? Quatro dias depois do fim do campeonato, Pinto da Costa ainda joga à defesa: “O futuro deste treinador vai ser continuar uma carreira vitoriosa, porque é um homem competente. Ainda não está decidido se é dentro ou fora do FC Porto. Durante a época combinámos falar quando acabasse o campeonato. Ontem almocei com ele e estivemos a analisar as vantagens e desvantagens para ele e para o clube. Ele ficou de pensar e para a semana vamos reunir-nos novamente para decidir”, explicou.

O presidente dos “dragões” aproveitou o tema para desmistificar a regra de que a maioria dos treinadores não dura mais do que um ciclo de dois anos no banco do clube. “Há a ideia generalizada que os treinadores estão aqui dois anos e depois mandamo-los embora. Isso não é verdade. O Artur Jorge foi campeão europeu e foi ele que pediu para ir embora, porque tinha uma grande proposta. O António Oliveira ganhou dois campeonatos, mas por problemas familiares teve de deixar”.

De resto, Pinto da Costa confessou que a discussão só foi aberta no domingo, depois de a equipa ter confirmado o 27.º título nacional. “Foram-me oferecidos vários treinadores há meses e nunca aceitei falar com nenhum”, garantiu.
 
Encerrado o capítulo treinador, o dirigente também foi parco em declarações sobre a mais do que provável transferência de João Moutinho e James Rodríguez para o Mónaco: “Posso só confirmar que há negociações”. Com uma proposta de 70 milhões de euros? “Não confirmo que seja esse valor. Há várias nuances”, atalhou, confessando que só no domingo à noite recebeu informações sobre o interesse nos médios português e colombiano. “Tinha dito a todos os empresários que não aceitava falar com ninguém, porque queria os jogadores concentrados”. 
 
 

Sugerir correcção