Comboio directo Porto-Vigo fortalecerá região Norte, diz ministro da Economia

Da declaração final da XXVI Cimeira Luso-Espanhola consta ainda o compromisso de CP e Renfe agilizarem processos para a electrificação de "todo o trajecto até 2016".

Foto
Viagem de comboio entre Porto e Vigo demora hoje cerca de três horas Paulo Ricca/Arquivo

“Vamos ter pela primeira vez na nossa história um comboio directo entre Porto e Vigo onde vai haver não só um bilhete único como vai haver também uma grande integração de todos os sistemas e uma grande cooperação”, disse à Lusa em Madrid. O ministro falou à Lusa depois de participar nas reuniões da XXVI Cimeira Luso-Espanhola e no encerramento do Fórum Empresarial que reuniu empresários dos dois países, organizado pelas entidades patronais espanhola (CEOE) e portuguesa (CIP).

“São óptimas notícias para a região norte do país, para a região do grande Porto, para a Galiza. Estamos a dar um passo importantíssimo para uma maior cooperação entre os dois países. Estamos a apostar no turismo, nas valências e na competitividade do aeroporto Sá Carneiro, num grande reforço da capacidade económica e turística da região norte do país”, disse.

Na declaração final da XXVI Cimeira Luso-Espanhola, que decorreu no Palácio da Moncloa, em Madrid, Portugal e Espanha congratulam-se esta segunda-feira com a introdução de um comboio directo diário entre Porto e Vigo, nos dois sentidos, e de um bilhete único nessa ligação ferroviária a partir do Verão. Estas mudanças na ligação entre Porto e Vigo foram estabelecidas num acordo entre a CP e a Renfe.
“[Portugal e Espanha] felicitam-se pelas melhorias acordadas no sector do transporte ferroviário de passageiros e, especialmente, pela assinatura do acordo entre a CP e a Renfe para um melhor aproveitamento do serviço internacional Vigo-Porto, através da criação de um comboio directo diário nos dois sentidos e do bilhete único a partir do verão de 2013, e manifestam o compromisso de ambos em agilizar os recursos disponíveis que permitam finalizar a electrificação de todo o trajecto até 2016”, refere a declaração final da cimeira.

Actualmente, não é possível viajar entre Porto e Vigo com um único bilhete. Entre as duas cidades, os comboios fazem mais de dez paragens e a viagem dura cerca de três horas.

Na anterior Cimeira Luso-Espanhola, realizada há um ano, no Porto, os executivos português e espanhol tinham decidido melhorar a ligação ferroviária Porto-Vigo em duas etapas: “inicialmente através da sua potenciação como serviço internacional; e, numa segunda fase, a médio prazo, através de uma actuação sobre a infra-estrutura ferroviária”. Na declaração final dessa cimeira ficou inscrito “o objectivo de, tão próximo quanto orçamentalmente possível, as duas capitais regionais terem um serviço de qualidade capaz de ser competitivo, em tempo e em custo, com a ligação rodoviária actual, contribuindo assim para a redução do impacto ambiental e sustentabilidade económica desta infra-estrutura ferroviária”.
 

Sugerir correcção
Comentar