Petardo junto a hotel onde está SLB foi único incidente registado pela PSP

O dispositivo divulgado para o FC Porto-Benfica, da 29.ª jornada da I Liga, no Dragão, inclui cerca de 1.000 polícias, meios aéreos e gravação de imagens.

Foto
A PSP destacou mil agentes para garantirem a segurança no clássico Ricardo Castelo/Nfactos (arquivo)

O rebentamento de um ‘petardo’ na madrugada deste sábado junto ao hotel em Gaia onde está a equipa do Benfica, que defronta o FC Porto ao início da noite, foi o único incidente registado pela PSP até ao momento.

“Na deslocação da equipa do SLB [até ao Porto] tivemos naturalmente alguma animosidade, que já contávamos [e] o nosso dispositivo respondeu à altura. A registar o rebentamento de um pequeno engenho pirotécnico, um conhecido ‘petardo’. Nada mais a registar até ao momento”, afirmou à Lusa o subcomissário da PSP Marco Almeida.

Fonte das relações públicas da PSP do Porto confirmou que na madrugada deste sábado, pelas 02h30, foi registado o rebentamento de um petardo nas imediações do hotel onde está instalada o plantel do Benfica, o Holiday Inn, em Vila Nova de Gaia, mas que não houve danos.

Marco Almeida garantiu ainda que “tanto a segurança privada [SPDA], como a segurança pública, através da PSP, estão em estreita articulação dentro e fora do estádio e responderão eficazmente à altura de um evento desportivo desta envergadura”.

“As operações [de segurança] já iniciaram ontem [sexta-feira], com a chegada do Sport Lisboa e Benfica [a Gaia] e todo o dispositivo foi adequado para fazer face àquilo que era previsto e estava atempadamente equacionado por parte da PSP”, explicou o agente da PSP.

Nesta sexta-feira, quando a equipa do Benfica chegou à unidade hoteleira onde estava instalada, foi recebida por algumas dezenas de adeptos do FC Porto que insultaram a comitiva "encarnada", acabando por ser dispersos pela polícia, que disparou balas de borracha.

Este sábado, e a partir das 16h, a PSP dará o arranque a uma operação “mais junto do estádio” do Dragão e serão feitos “alguns congestionamentos e restrições à circulação automóvel e à circulação de peões na zona envolvente do estádio”.

A PSP diz ainda ter “todos os cenário previstos” para depois do confronto das duas equipas – considerado de “alto risco” – com agentes capacitados para responder a “todos os cenários” que possam ocorrer “por toda a cidade do Porto” e ainda “concelhos vizinhos”.

O subcomissário voltou a lançar um apelo para que apenas as pessoas com ingressos válidos para o jogo se desloquem para as imediações do estádio do Dragão e que utilizem os transportes públicos.