Prisões nacionais próximas do máximo de 14 mil reclusos

Número aumentou 2% só este ano e ultrapassa já em quase dois mil a lotação das cadeias.

Cerca de um quinto dos presos em Portugal são estrangeiros
Foto
Cerca de um quinto dos presos em Portugal são estrangeiros Paulo Ricca

O número de reclusos nas prisões portuguesas aumentou quase 2% desde o início do ano, situando-se actualmente a população prisional nos 13.858, segundo a Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

As estatísticas quinzenais da DGRSP mostram que há 13.858 reclusos nas 49 cadeias portuguesas, sendo a taxa de sobrelotação de cerca de 14%, ou seja, ultrapassando em 1781 lugares a lotação máxima.

Comparando com os dados de 31 de Dezembro de 2012, verifica-se que este ano já deram entrada nas cadeias portuguesas 244 reclusos, passando a população prisional de 13.614 para 13.858.

As estatísticas quinzenais da DGRSP indicam também que 2598 reclusos estão em prisão preventiva e 18% dos presos são estrangeiros. Dos 13.858 reclusos, 765 são mulheres e 13.093 homens.