San Diego Shooter/Flickr
Foto
San Diego Shooter/Flickr

Treino de quatro minutos para perder até 300 calorias

Um professor japonês desenvolveu um plano de treino intensivo de apenas quatro minutos. A ideia é estimular a saúde cardiovascular, melhorando a energia e a força dos atletas

O treino de alta intensidade, conhecido por HIIT (high-intensity interval training), foi desenvolvido por Izumi Tabata, professor japonês, e promete grandes resultados. Com o máximo de esforço possível, é possível queimar até cerca de 300 calorias por sessão.

O professor conseguiu demonstrar, através de uma equipa japonesa de patinagem, que curtos períodos de exercício físico intenso têm os mesmos resultados que horas de exercício moderado.

O plano de treino é simples: os atletas fazem, durante 20 segundos, o máximo de repetições possíveis, descansando apenas 10 segundos. Esta série repete-se oito vezes e garante resultados - se praticada durante cinco vezes por semana.

Repetições melhoram a resistência

A principal diferença entre o HIIT e os treinos tradicionais está, essencialmente, no objectivo. No treino HIIT o importante é fazer o máximo de repetições possíveis, não interessando a intensidade. Em breve, Tabata vai publicar uma pesquisa que revela que basta treinar apenas duas vezes por semana para obter grandes benefícios para a saúde.

Para além disso, o professor sublinha também que, mesmo depois do HIIT, o corpo continua a queimar calorias. Estima-se que um atleta perca até 150 calorias nas 12 horas após o treino, mesmo em repouso.

Porém, Tabata alerta para a necessidade de consultar um médico e do acompanhamento de um treinador ao longo dos treinos, de modo a regular a intensidade dos exercícios. Para o final do ano está ainda previsto o lançamento de um DVD com o programa de treino.

Artigo corrigido às 23h40. O treino é conhecido por HIIT (high-intensity interval training) e não HIT.