AKA CorleoneDR
Foto
AKA CorleoneDR

Kruella D’Enfer e AKA Corleone nas paredes de Banguecoque

Portugueses pintam paredes na Tailândia a convite do festival de arte urbana Bukruk Banguecoque

Dois artistas portugueses, Kruella D’Enfer e AKA Corleone, pintaram paredes em Banguecoque, na Tailândia, a convite da organização do festival internacional de "street art" (arte urbana) Bukruk, que termina no domingo.

Kruella D’Enfer, de 24 anos, e Aka Corleone, de 27, contaram à agência Lusa que a participação de ambos no Bukruk consistiu “na pintura (individual) de um mural na rua durante cinco dias e na participação numa exposição colectiva no Centro Cultural de Banguecoque, com trabalhos realizados previamente, desde obras originais a livros e esculturas”.

Cada artista, explicou Kruella D’Enfer “tinha uma parede exterior para pintar, onde tinha liberdade total para fazer o que quisesse”.

PÚBLICO -
Foto
A parede de AKA Corleone DR

“No meu caso foi-me pedido para fazer um trabalho inspirado numa figura específica da mitologia tailandesa. Visto que já tinha desenhado essa figura em papel, para mim foi um desafio transportá-la para o suporte parede e recriá-la numa escala totalmente diferente”, referiu.

PÚBLICO -
Foto
Kruella D’Enfer tem 24 anos DR

Os dois passaram 12 dias na Tailândia onde, além de trabalharem, tiveram “oportunidade de conhecer um pouco a cidade e de ser um bocadinho turistas”.

PÚBLICO -
Foto
A parede de Kruella D’Enfer DR

No festival, que arrancou no dia 16 de Fevereiro e termina no domingo, participaram artistas da Tailândia e de países europeus como Inglaterra, Bélgica, Itália e Alemanha.

O convite feito a Kruella D’Enfer e Aka Corleone partiu da organização do festival. “Um dos elementos tem uma revista de ilustração onde já participámos com trabalhos, e a escolha dos artistas europeus foi feita baseada nessa publicação”, contou.

Kruella D’Enfer tem 24 anos e começou a pintar há quatro, Aka Corleone tem 27 e começou a pintar há doze. “Este era um desejo [participar no Bukruk] que já tínhamos há algum tempo, mas não esperávamos ter este convite tão cedo, foi uma surpresa”, confessou Aka Corleone.

Sugerir correcção