Jornalistas propõem SMS, Vaticano diz que não há nada como o fumo branco a anunciar novo Papa

Preparativos para o conclave intensificam-se. Na manhã deste sábado foi montada chaminé na Capela Sistina. Cardeais reúnem-se na terça-feira.

Foto

Os preparativos para o início do conclave intensificaram-se, este sábado, com a instalação, sobre o telhado que cobre a Capela Sistina, da chaminé de onde sairá o famoso fumo branco que vai indicar que os cardeais decidiram quem será o sucessor de Bento XVI.

O porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, disse com humor que a "beleza do acontecimento" que é a saída do fumo branco a anunciar a eleição do novo Papa é "muito mais interessante que um relógio suiço", ou um SMS.

Segundo a tradição, a eleição é anunciada pelo fumo branco que sairá pela chaminé montada na Capela Sistina, onde os 115 cardeais eleitores vão reunir a partir de terça-feira. Enquanto não decidirem quem será o sucessor de Bento XVI, o fumo sairá negro, graças a um produto que é junto aos boletins que são queimados.

Contudo, a cor do fumo pode tornar-se um problema para quem está na Praça de São Pedro, sobretudo à tarde devido ao crepúsculo. Confrontado com esta questão, este sábado, o porta-voz do Vaticano reconheceu que há sempre um certo suspense e recordou que em 2005, quando da eleição de Bento XVI, o fumo não era exactamente branco ao princípio, o que fez com que os sinos não começassem imediatamente a replicar, além de ter gerado algum silêncio entre a multidão.

"Mas essa é a beleza do acontecimento. Dura alguns minutos, há algum suspense, cada um tenta compreender e os sinos começam a tocar (...) É muito mais interessante do que um relógio suíço", confessou Lombardi com algum humor.

E se o Vaticano enviasse um SMS ou um email aos jornalistas, para confirmar a eleição do Papa, propuseram os profissionais. "Espero que não", respondeu Lombardi. "Quero que vivam bem este momento", acrescentou, acabando por ser aplaudido pelos jornalistas.

Notícia actualizada às 14h55. Acrescentadas declarações do porta-voz do Vaticano.