Administração da nova empresa ibérica da Coca-Cola reúne-se esta sexta-feira em Madrid

Empresas de Portugal, Espanha e Andorra assinam contrato com a multinacional.

Foto
Nova empresa da Coca-Cola reúne-se em Madrid Christian Hartmann/REUTERS

O contrato com duração de 10 anos mas prorrogável marca o fim do processo de integração dos engarrafadores de Portugal, Espanha e Andorra e cria a empresa NewCo ou Engarrafador Ibérico. A operação, que foi autorizada pela Autoridade da Concorrência (AdC), prevê a transferência para a nova empresa de todos os activos relacionados com o engarrafamento e comercialização da Coca-Cola em Portugal, Espanha e Andorra.

Muhtar Kent, presidente da Coca-Cola, estará em Madrid para a assinatura do contracto com a presidente da nova sociedade, Sol Daurella, num acto que decorrerá no Teatro Real de Madrid, no final da reunião do conselho de administração.

O processo de fusão começou há dois anos, também no Teatro Real de Madrid, com uma reunião entre Muhtar Kent e os engarrafadores ibéricos, e foi marcado, segundo os intervenientes, pelo consenso sobre o “equilíbrio geográfico” reflectido na composição da administração.

A engarrafadora Cobega controlará 42% da nova sociedade, 20% serão controlados pela Colebega e os restantes 38% pelas outras empresas que já controlam a Refrige.

A Refrige é uma sociedade de direito português, detida na quase totalidade pelos sete engarrafadores espanhóis, os quais detêm a totalidade do capital da Lusobega, que controla directamente a maioria do capital social da Refrige, de acordo com informação disponibilizada na página da AdC. Em Portugal, a Refrige, que é representante dos engarrafadores ibéricos, fabrica, engarrafa, comercializa e distribui bebidas não-alcoólicas como a Coca-Cola, Sprite, Fanta, Aquarius ou Aquabona, entre outras.

A nova empresa resultante da fusão terá um volume de negócios na ordem dos três mil milhões de euros, o que a torna na maior agro-alimentar de Espanha, na segunda maior da Coca-Cola na Europa (a seguir à da Alemanha) e na décima maior do mundo. As suas fábricas vão produzir e engarrafar mais de 600 produtos, entre refrescos, águas, sumos, bebidas energéticas, desportivas e com base em chá, dando trabalho a cerca de 5000 pessoas.

Numa nota sobre este processo, a empresa com sede em Atlanta (Estados Unidos) destaca que a divisão ibérica da Coca-Cola “sempre se destacou pela sua eficiência empresarial”, implementando estratégias que foram depois alargadas a outros países.
 

Sugerir correcção
Comentar