Neve fecha escolas e estradas no Interior Norte e Centro

O trânsito mantém-se condicionado no maciço central da Serra da Estrela e em vários pontos do Nordeste Transmontano. GNR recomenda máxima precaução aos condutores. Colisão no IC5 fez um ferido grave.

Fotogaleria
Trancoso César Prata
Fotogaleria
Curros, Boticas Paulo Miguel
Fotogaleria
Prado do Vidoal, Parque Nacional da Peneda-Gerês Rui Barbosa
Fotogaleria
Curros, Boticas Paulo Miguel
Fotogaleria
Chaves Gustavo Queirós
Fotogaleria
Chaves Gustavo Queirós
Fotogaleria
Chaves Gustavo Queirós
Fotogaleria
Chaves Gustavo Queirós
Fotogaleria
Aldeia de São Lourenço, Chaves Nuno Frade
Fotogaleria
Aldeia de São Lourenço, Chaves Nuno Frade
Fotogaleria
Aldeia de São Lourenço, Chaves Nuno Frade

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou nesta quarta-feira os distritos de Vila Real, Viseu e Bragança sob aviso laranja devido à queda de neve. Neste último, não pára de nevar desde as 3h desta quarta-feira. O trânsito está condicionado e os transportes públicos estão parados. As escolas foram obrigadas a fechar.

O principal acesso do distrito de Bragança, o IP4, está condicionado na zona do Alto de Espinho, serra do Marão após ter estado cortado ao trânsito, durante a manhã, na zona do Alto de Rossas. A GNR lançou um alerta aos condutores que se preparam para fazer viagens longas para circularem com “o máximo de precaução”, nomeadamente na A4/IP4, a estrada que liga à fronteira, em Bragança, e ao Porto.

A nacional 103, entre Bragança e Vinhais, ou a nacional 15, entre Bragança e Rossas, voltaram a estar operacionais, disse a GNR local.

A acumulação de neve e gelo mantêm encerradas as nacionais 315, em Alfândega da Fé, na serra de Bornes, e a 206, em Bragança, na serra da Nogueira, duas vias que são sempre das primeiras afectadas e das últimas a reabrir no distrito de Bragança. As municipais 316, na zona de Podence, em Macedo de Cavaleiros, e a 576, entre Torre de Moncorvo e Alfândega da Fé permanecem fechadas.

A cidade de Bragança e as zonas limítrofes estão cobertas por um manto branco, que se foi formando desde a madrugada desta quarta-feira e levou a Câmara Municipal a decidir encerrar as escolas, por os transportes públicos não terem condições para circular, adiantou à Lusa o vice-presidente da autarquia.

Rui Caseiro explicou que não estão a ser executadas nem as carreiras com os transportes municipais, dentro da cidade e aldeias, nem as que são asseguradas por privados.De acordo com o Centro Distrital de Operações e Socorro (CDOS), o norte do Distrito de Bragança é a zona da região mais afectada pela neve.

No Mogadouro, Bragança, cerca de 130 idosos que têm apoio domiciliário por parte da Misericórdia local estão ser apoiados pela GNR, bombeiros e autarquia local devido à limitação da circulação nas estradas. Centenas de alunos das escolas de Mogadouro, Vimioso e Freixo de Espada à Cinta regressaram hoje a casa mais cedo das aulas “por precaução” devido à neve e gelo nas vias.

No IC5, acesso que liga o concelho de Miranda do Douro ao IP4, na zona de Zava (Mogadouro) há o registo de acidente que resultou num “ferido grave”, na sequência de uma colisão frontal entre um veículo pesado e um ligeiro.Há zonas na parte sul do distrito de Bragança, onde continua a nevar com intensidade onde a espessura da camada de neve ultrapassa os 10 centímetros.

Até às 15h, Bragança, Vila Real e Viseu estão sob aviso laranja devido à previsão de queda de neve acima dos 600/800 metros, descendo temporariamente a cota para os 200/400 metros.

De acordo com o CDOS da Guarda, “os acessos ao maciço central da Serra da Estrela que ligam Piornos, Lagoa, Torre, Sabugueiro e Portela do Arão estão encerrados” devido à neve. Na Guarda suspenderam-se por hoje as aulas em Aguiar da Beira, Meda, Figueira do Castelo Rodrigo, Pinhel, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa, “porque os transportes escolares não funcionam”, acrescentou o CDOS. Já se registaram alguns acidentes rodoviários no distrito “devido à falta de tracção causa pelo gelo nas estradas, mas não houve feridos”, referiu a mesma fonte.

No distrito de Vila Real, a zona norte é a mais afectada pela neve. Segundo o CDOS de Vila Real, “os principais itinerários estão todos abertos ao trânsito, estando vedada à circulação a estrada nacional 15, na zona da Pousada do Marão até à Campeã”. O vice-presidente da Câmara Municipal de Boticas, onde as estradas estão “muito condicionadas” afirmou que se encontram encerradas “por precaução” as escolas das aldeias mais altas da vila. Onde só se circula com correntes de neve. Nesse sentido, a autarquia vai fazer a distribuição das refeições aos idosos beneficiários do apoio domiciliário. A cidade de Chaves acordou, também hoje, coberta de neve, situação que não vivia desde 2001.

Cerca de 400 alunos de escolas em Pedras Salgadas, Vila Pouca de Aguiar, e de escolas das zonas mais altas de Murça e Ribeira de Pena ficaram hoje sem aulas, devido à falta de condições de circulação dos transportes escolares. Em Ribeira de Pena, o presidente da autarquia, Agostinho Pinto, referiu que não houve transporte escolar das aldeias de montanha, como Alvadia, Macieira e Canedo, por uma questão de precaução. As aulas decorrem com normalidade neste concelho. O mesmo aconteceu em Murça, onde o presidente da Câmara, João Teixeira, disse que o município optou por suspender o transporte escolar das zonas de Jou e Valongo de Milhais, localizadas na denominada zona da Terra Fria.

O responsável da Protecção Civil Municipal de Chaves, Carlos Penas, revelou que as estradas estão “todas transitáveis”, embora a circulação se faça com “muitas limitações”. Em Valpaços, segundo a responsável da protecção civil, as escolas estão a funcionar “a meio gás”, excepto a da vila de Carrazedo de Montenegro que encerrou.

Em Viseu, não há aulas “por precaução” em Penedono e em S. João da Pesqueira, informou o CDOS daquele distrito. As crianças foram levadas a casa por volta das 11h30, devido à falta de condição para transitar nas vias. Cai neve em Moimenta da Beira, Tabuaço, Serancelhe e Vila Nova de Paiva.Viana do Castelo, Braga, Aveiro, Porto, Coimbra, Guarda, Castelo Branco e Portalegre estão sob aviso amarelo, também devido à previsão de queda de neve.

A neve chegou também ao distrito de Leiria. Nevou em Ourém, Fátima, Porto de Mós, Pombal e em Figueiró dos Vinhos. Segundo o CDOS de Leiria, “não se registaram ocorrências” devido à queda de neve.

Para a região da Grande Lisboa, o IPMA prevê tempo frio, com céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de muito nublado a partir da manhã, bem como aguaceiros a partir do final da manhã, que poderão ser de granizo, com possibilidade de queda de neve na Serra de Sintra para o final do dia.

No Grande Porto, haverá períodos de céu muito nublado, tempo frio com ocorrência de aguaceiros a partir do início da manhã, que poderão ser, por vezes, de granizo, vento fraco (inferior a 15 km/h), tornando-se moderado (15 a 25 km/h) de nordeste a partir do final da manhã. No Sul, está previsto tempo frio com céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de muito nublado a partir do final da manhã e aguaceiros a partir da tarde, por vezes de granizo.

Nos Açores, os grupos ocidental e oriental estão sob aviso amarelo devido à previsão de “chuva por vezes forte” entre as 3 de quarta-feira e as 18h de quinta-feira. Uma superfície frontal fria com actividade forte, associada a uma depressão muito cavada localizada a noroeste do arquipélago, deverá provocar um agravamento do estado do tempo no arquipélago.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil emitiu um aviso para alertar a população para a queda de neve nesta quarta-feira e na manhã de quinta-feira, sobretudo no interior Norte e Centro. Na região de Lisboa e Vale do Tejo, prevê-se a ocorrência de aguaceiros, eventualmente com queda de granizo, e deverá registar-se um acentuado arrefecimento nocturno um pouco por todo o país.

A meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Cristina Simões explicou à Lusa que “irá nevar em sítios onde não é costume acontecer”, acrescentando tratar-se de uma situação temporária.

“Já está a nevar em Bragança e Vila Real e vai continuar durante o dia de hoje. A previsão é que deixe de nevar no final do dia de hoje na região Norte, gradualmente na região Centro durante a madrugada, [sendo que no] Sul [a possibilidade de nevar] ainda se mantém para quinta-feira”, afirmou.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave, abrange os distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto, até às 20:59 de hoje, Aveiro, Coimbra, Guarda e Castelo Branco, até às 05:59 de quinta-feira, e Portalegre, até às 11:59 de quinta-feira.De acordo com o IPMA, estes distritos estarão sob aviso laranja devido à previsão de queda de neve acima dos 600 /800 metros, descendo temporariamente a cota para os 200/400 metros.

O IPMA continua a prever a possibilidade de queda de neve nas próximas horas e chuva durante a noite, apontando para uma subida da temperatura máxima para quinta-feira, que deverá subir dos três graus de hoje para seis.