Orange consegue que Google pague por tráfego móvel

Google aceitou pagar pelo tráfego gerado para dispositivos móveis. Empresa é responsável por cerca de metade do tráfego para dispositivos móveis que circula na rede da Orange.

Foto
Google cedeu ao operador francês

A empresa de telecomunições Orange conseguiu que a Google aceitasse pagar pelo tráfego gerado para dispositivos móveis, concretizando assim uma ambição de muitas empresas da indústria. 

Segundo a agência AFP, o director-geral da Orange, Stephane Richard, revelou o acordo numa entrevista a um canal francês. Segundo Richard, a dimensão da empresa que dirige permitiu chegar a um “equilíbrio de forças” com a Google e forçar esta empresa a aceitar fechar um acordo. 

Segundo o responsável, os serviços da multinacional americana – do motor de pesquisa ao YouTube – são responsáveis por cerca de metade do tráfego para dispositivos móveis que circula na rede da Orange. 

O responsável não revelou os valores envolvidos e observou que foram os 230 milhões de clientes da empresa, associados ao facto de em algumas áreas a Google não conseguir redes alternativas para chegar aos utilizadores, que acabaram por levar a que o negócio fosse fechado. 

Há muito que as empresas de telecomunicações se debatem com a questão de algumas companhias serem responsáveis por enormes quantidades de tráfego de dados.

Uma solução como aquela a que a Orange chegou permitir-lhes-ia cobrar duas vezes pela transmissão do mesmo conteúdo: ao fornecedor (como a Google) e ao utilizador que o consome.