Director de Pescas na Madeira condenado por crime de abuso de poder

Tribunal do Funchal deu por provada a prática continuada de um crime de abuso de poder na venda de licenças de pesca no mercado asiático.

Teixeira de Ornelas foi nomeado director regional das Pescas, por despacho conjunto do presidente do Governo e do secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais
Foto
Teixeira de Ornelas foi nomeado director regional das Pescas, por despacho conjunto do presidente do Governo e do secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais PÚBLICO

O Tribunal Judicial do Funchal condenou esta terça-feira o director regional de Pescas, José Teixeira de Ornelas, pela prática continuada de um crime de abuso de poder na venda de licenças de pesca. Foi aplicada a pena de 2530 euros de multa ou, em alternativa, 166 dias de prisão.

Por decisão instrutória de 22 de Fevereiro, o Tribunal Administrativo do Funchal tinha pronunciado Teixeira de Ornelas pela prática de um crime de abuso de poder, dando por confirmada a acusação do Ministério Público. “Indiciariamente, tratou-se de conduta que visou proporcionar a terceiros vantagem patrimonial que não lhes era devida, relativa a venda das licenças de pescas e venda do pescado capturado no mercado asiático para o que o arguido, no exercício das suas funções, exarou pareceres, ciente de que os mesmos violavam normas legais aplicáveis que lhe cumpria aplicar e respeitar”, revelou a Procuradoria-Geral da República.

O director regional foi pronunciado pelo Ministério Público num processo que remonta aos anos de 2005 e 2006 e que diz respeito a autorizações de afretamento de embarcações de pesca a pescadores do Japão e da China para captura nos mares da Madeira do atum da espécie rabil, utilizada no sushi.

Teixeira de Ornelas foi nomeado director regional das Pescas, por despacho conjunto do presidente do Governo e do secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, em 2000. Por inerência deste cargo, foi designado em Janeiro de 2011 coordenador regional do Programa Operacional Pesca para o período 2007-2013, designado por Promar, para o qual transitou das estruturas dos programas Mare e Maris do III Quadro Comunitário de Apoio.

O presidente do Governo da Madeira reafirmou, esta terça-feira, a confiança política no director regional das Pescas. "O Governo mantém a confiança no director", declarou Alberto João Jardim, à margem da visita que efectuou ao Porto do Funchal para participar na iniciativa ‘Natal na Pontinha’, ouvido pela Lusa.