Torne-se perito

Conhece Godfrey Chitalu? Messi e a FIFA também não

Lionel Messi tem 86 golos marcados em 2012 e isso é recorde. Ou talvez não, porque em 1972, na Zâmbia...

Chitalu ao serviço da selecção da Zâmbia
Foto
Chitalu ao serviço da selecção da Zâmbia DR

Godfrey Chitalu era, até há pouco, um ilustre desconhecido no panorama mundial do futebol. Até que o diário desportivo espanhol As desenterrou a história deste ex-futebolista zambiano. Tudo porque Chitalu terá marcado, ao longo do ano de 1972, um total de 107 golos – ofuscando assim o recorde de Lionel Messi, que recentemente chegou aos 86 e ultrapassou Gerd Müller. Também em 1972, o alemão fez 85 golos.

A aura de goleador já era reconhecida em Chitalu. Em 1968, segundo o As, apontou um total de 81 golos. Mas 1972 foi o ano realmente glorioso da estrela do Kabwe Warriors: entre jogos do campeonato, da Taça da Zâmbia e da Taça dos Campeões africanos – para além dos encontros disputados pela selecção –, Chitalu apontou um extraordinário total de 107 golos. Que a FIFA, no entanto, nunca reconheceu.

“Enquanto o mundo está de olhos postos no recorde de Lionel Messi, que ultrapassou Gerd Müller, a discussão aqui centra-se na razão por que os golos de Godfrey Chitalu não são reconhecidos”, disse o porta-voz da Federação zambiana de futebol à revista Soccer Laduma.

A carreira de Chitalu nos relvados chegou ao final em 1982, dois anos depois de ter participado nos Jogos Olímpicos de 1980, em Moscovo. Era, com 33 anos, o elemento mais velho da selecção zambiana. E foram dele os únicos dois golos que a Zâmbia marcou na competição.

Em 1984 abraçou a carreira de treinador, no Kabwe Warriors, que só abandonou em 1991. E dois anos depois tomou conta da selecção zambiana de futebol. Ao serviço da qual morreria ainda em 1993, no desastre aéreo em que morreu toda a equipa, quando viajava para o Senegal, onde disputaria um encontro de apuramento para o Mundial 1994.
 
 
 

Sugerir correcção