A descoberta poderá ter implicações nas telecomunicações ou nos radares DR
Foto
A descoberta poderá ter implicações nas telecomunicações ou nos radares DR

Invisibilidade não é só com o Harry Potter

Depois de muitas tentativas, eis uma experiência bem sucedida. Será que o manto da invisibilidade existe?

Não é ficção científica: uma equipa de cientistas conseguiu tornar um objecto invisível.

 

A experiência consistiu em fazer incidir microondas numa capa em forma de losango, envolta num cilindro com 7,5 centímetros de diâmetro e 1 centímetro de altura. As ondas “partiram-se ao meio”, contornando o objecto e tornando-o, dessa forma, invisível.

PÚBLICO -
Foto
As microondas incidem no objecto e não sofrem reflexão, quase como se o atravessassem DR

 

“Tanto quanto sabemos, esta é a primeira capa que nos aproxima realmente da invisibilidade”, explica, à BBC, David Smith, da Universidade de Duke, um dos cientistas responsáveis pelo projecto. A experiência apenas resulta quando as ondas incidem num determinado sentido. “É como as cartas da ‘Alice no País das Maravilhas’: quando estão de lado, são invisíveis, mas se olharmos de frente, conseguimos vê-las”, garante o cientista.

 

A experiência ainda não é exequível em campos tridimensionais, nem com ondas do espectro visível. Porém, esta descoberta poderá ter implicações nas telecomunicações ou nos radares. “A capa que desenvolvemos em 2006 não foi bem sucedida, mas esta nova descoberta poderá vir a ser muito útil”, afirma David Smith.

 

John Pendry, do Imperial College London, David Schurig e David Smith, da Universidade de Duke, começaram esta investigação em 2006. O artigo que publicaram deu origem a muitas tentativas de criar uma capa de invisibilidade, inclusivamente com ondas visíveis, mas todas se revelaram infrutíferas. As experiências faziam com que as ondas fossem ligeiramente reflectidas, provocando alterações no campo visual que se encontrasse por detrás do objecto e impedindo, assim, a sua invisibilidade. Este ano, Nathan Landy, também da Universidade de Duke, juntou-se à equipa.