Liga Europa

Uma noite para a história em Coimbra com a Académica a vencer o campeão

Os jogadores da Académica fazem a festa
Foto
Os jogadores da Académica fazem a festa Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters

Os nomes que se podem ver na ficha de jogo abaixo entraram directamente para a história da Académica. Foram eles os responsáveis pelo regresso às vitórias da equipa de Coimbra em encontros das provas europeias. Um feito ainda mais relevante por ter sido obtido frente ao Atlético de Madrid (2-0) campeão em título na Liga Europa e também detentor da Supertaça europeia.

É verdade que Diego Simeone deixou em Madrid algumas das principais figuras e fez alinhar um “onze” com alguns jogadores menos utilizados. Mesmo assim, havia um mundo de diferenças a separar os “colchoneros” da Académica: todos juntos, os titulares da “Briosa” somavam um total de 25 jogos na UEFA, contra os 255 do “onze” inicial do Atlético.

A defender de forma irrepreensível, a Académica espreitava todas as oportunidades para sair rapidamente em contra-ataque. Na mais flagrante ocasião que teve na primeira parte, chegou ao golo: João Dias, na direita, serviu Wilson Eduardo que, de primeira, bateu Asenjo. Ao intervalo o balanço era favorável à equipa da casa, que estava na frente do marcador e mostrava acutilância no ataque (5-1 em remates).

Simeone não gostava do que via e, na segunda parte, lançou Pedro Martín e Emre. O guarda-redes Ricardo ainda foi posto à prova por Koke (46’) e Raúl García (65’), mas os golos voltariam a surgir na baliza do Atlético. Pulido derrubou Salim Cissé na área e, no penálti correspondente, Wilson Eduardo fez o 2-0.

Chegava ao fim uma incrível série de 16 vitórias consecutivas nas competições europeias para o Atlético. E também uma longa espera de 43 anos para a Académica. Desde Novembro de 1969, quando vencera o Magdeburgo por 2-0, na segunda ronda da Taça dos Vencedores das Taças, que a “Briosa” não saboreava um triunfo “europeu”.

Com esta vitória, a Académica encaixa os 200 mil euros de prémio da UEFA por um triunfo na Liga Europa. E pode manter uma ténue esperança no apuramento para a fase seguinte da prova — soma quatro pontos, contra os nove de Atlético de Madrid e Viktoria Plzen. No outro jogo do Grupo B, a formação checa goleou o Hapoel Telavive por 4-0.

Ficha de jogoAcadémica, 2
Atlético de Madrid, 0

Jogo no Estádio Cidade de Coimbra.Assistência
4.652 espectadores

Académica

Ricardo, João Dias, João Real, Flávio Ferreira, Nivaldo, Keita (Bruno China, 79’), Makelele, Cleyton, Marinho (Afonso, 71’), Wilson Eduardo e Salim Cissé (Edinho, 84’).

Treinador

Pedro Emanuel.

Atlético de Madrid

Asenjo, Sílvio, Cata Díaz, Pulido, Filipe Luís, Mario Suárez (Emre, 58’), Tiago (Oueslati, 71’), Koke, Saúl Ñiguez (Pedro Martín, 46’), Raúl García e Adrián López.

Treinador

Diego Simeone.

Árbitro

Lee Probert (Inglaterra).

Amarelos

Wilson Eduardo (13’), Nivaldo (41’), Sílvio (47’), Raúl García (54’), Cleyton (58’), Cata Díaz (76’), João Real (84’) e Makelele (90+1’).

Golos

1-0, por Wilson Eduardo, aos 28’; 2-0, por Wilson Eduardo, aos 70’ (g.p.).

Notícia actualizada às 21h43