Futsal

Portugal estreia-se com vitória tranquila no Mundial

Cardinal marcou três dos cinco golos portugueses
Foto
Cardinal marcou três dos cinco golos portugueses Foto: Pornchai Kittiwongsakul/AFP

A selecção portuguesa de futsal estreou-se nesta quinta-feira no Grupo C do Mundial de futsal Tailândia 2012 com uma goleada sobre a Líbia, por 5-1, em Nakhon Ratchasima, onde Cardinal assinou um “hat-trick”.

Graças a uma pressão bem adiantada no terreno, a equipa orientada por Jorge Braz quase não deixou respirar o conjunto liderado pelo técnico espanhol Pablo Prieto e adiantou-se no marcador logo no quarto minuto de jogo, depois de um primeiro “tiro” ao poste por parte de Gonçalo Alves.

Na quarta fase final de Portugal, Cardinal “abriu as hostilidades” com um remate colocado e de ângulo apertado depois de um cruzamento rasteiro de Ricardinho.

Contudo, alguma permissividade defensiva deu a Ahamed Fathe, aos sete minutos, espaço para um “bico” em zona frontal que deu o empate, ao primeiro e quase único remate líbio nos 20 minutos iniciais.

A quatro minutos do intervalo, Cardinal aproveitou um desentendimento entre o guarda-redes e um outro adversário para recolocar Portugal, terceiro classificado no Guatemala 2000, em vantagem.

No minuto seguinte, um roubo de bola do omnipresente Cardinal e uma combinação com Arnaldo permitiram ao “pivot” de 27 anos do Rio Ave elevar o seu pecúlio para três golos.

Na segunda parte, o estreante Nandinho, jogador do Modicus, marcou o seu primeiro golo numa fase final de um Mundial, aos 27, com um excelente trabalho individual.

Um passe do guardião luso João Benedito e direito à cabeça de Marinho culminou com a vantagem da “equipa das quinas” estabelecida em 5-1, graças ao leve toque que enganou o guardião líbio.

No outro jogo do grupo, o Brasil derrotou o Japão por 4-1, mas sofreu um grande revês nas suas ambições para este torneio com a perda da sua grande "estrela", o ala Falcão, que saiu lesionado logo aos 3' de jogo.

Notícia actualizada às 17h10