PS diz que défice real de Portugal em 2012 ronda os 6%

A estimativa sobre o défice real no final deste ano foi avançada pelo membro do Secretariado Nacional do PS Eurico Brilhante Dias, em conferência de imprensa, após o ministro de Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, ter anunciado que a meta de défice de 2012 será de 5% e não de 4,5%, como inicialmente estava previsto.

Segundo o dirigente socialista, para a meta de 5%, o ministro das Finanças “juntou receitas extraordinárias (como a licença das 4G), a redução de cativações e a redução de juros orçamentados, somando a isto ainda medidas por anunciar”.

“O défice orçamental real estará muito perto dos 6% do Produto Interno Bruto”, estimou Eurico Brilhante Dias.

Para este dirigente socialista, as medidas que serão adoptadas pelo Governo para se atingir o défice de cinco por cento este ano “são parcelas da famosa margem que o PS já tinha identificado no ano passado aquando da discussão do Orçamento do Estado para 2012”.

“O secretário-geral do PS [António José Seguro] tinha razão quando propôs a devolução de um subsídio aos pensionistas e aos trabalhadores do sector público, porque tal era possível”, acrescentou.

Sugerir correcção
Comentar