Selecção

Projecto “Cidade do Futebol” da FPF custará dez milhões de euros

O ministro Miguel Relvas descobriu a maquete da “Cidade do Futebol”
Foto
O ministro Miguel Relvas descobriu a maquete da “Cidade do Futebol” Foto: José Fernandes

É um sonho de há muitos anos e que deverá tornar-se uma realidade em 2015. O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, apresentou nesta quarta-feira os detalhes do projecto “Cidade do Futebol”, que será construído no Vale do Jamor, em Oeiras, junto ao Estádio Nacional. A estrutura deverá estar pronta em 2015 e será utilizada pelas selecções nacionais.

O investimento global para passar o projecto do papel para a realidade será de dez milhões de euros, revelou Fernando Gomes. A FPF já garantiu 40% desse montante, assegurou o dirigente federativo. A UEFA fará uma comparticipação de cerca de três milhões e a FIFA contribuirá com uma verba a rondar o milhão de euros.

O projecto da “Cidade do Futebol” prevê a implantação em dois núcleos: o primeiro reservado ao futebol profissional e o segundo vocacionado para as selecções jovens e femininas. No primeiro núcleo está prevista a construção de um campo principal, com uma bancada para mil espectadores, e ainda dois campos de treino e um campo de treino para guarda-redes. O segundo núcleo terá dois campos de futebol.

O arquitecto responsável pelo projecto disse ainda que a adjudicação das obras está prevista para Janeiro de 2014 e a sua conclusão no prazo de 18 meses.

“Queremos captar investimento privado, nos sectores da hotelaria e da restauração, e assim criar empregos directos e indirectos”, sublinhou o ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, também presente na cerimónia.