Viana Anti-Tourada
Foto
Viana Anti-Tourada

Viana recebe primeira corrida desde 2008 com casa cheia dentro e fora da arena

Corrida está marcada para as 17 horas. Uma hora antes há um protesto promovido pelos defensores dos animais

As corridas de touros vão regressar na tarde deste domingo a Viana do Castelo, quatro anos depois do último espectáculo do género, com a previsão de “casa cheia”, dentro e fora da arena amovível instalada na primeira cidade “antitouradas”.

Segundo fonte da comissão executiva da “Prótoiro”, que organiza a tourada, a expectativa passa por ter “casa cheia”, ou seja cerca de 2.800 pessoas. A corrida está agendada para as 17 horas e, uma hora antes, no mesmo local, realiza-se um protesto, promovido por defensores dos direitos dos animais - um dos dois autorizados pela Câmara -, com a presença de Defensor Moura, ex-autarca e candidato presidencial em 2010.

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga viabilizou esta tourada ao dar cinco dias à organização para se pronunciar sobre os argumentos do município no recurso que este apresentou. Na prática, esta decisão permite a realização da tourada, na freguesia de Areosa, apesar de a câmara insistir que a instalação daquela arena amovível foi feita em terrenos de “elevado valor paisagístico”, numa “violação grave” do Plano Diretor Municipal (PDM), da Reserva Ecológica Nacional e do Plano de Ordenamento da Orla Costeira.

“Estamos a assistir a um atentando ambiental grave, sem que ninguém faça nada. Estou perplexo”, afirmou o autarca José Maria Costa, que lidera a Câmara que, em 2009, aprovou uma declaração “antitouradas”. Os cavaleiros António Ribeiro Telles, Luís Rouxinol, Pedro Salvador, Duarte Pinto e João Telles Júnior, bem como o matador de touros Luís “Procuna”, integram o cartaz.