Sporting

Adrien garante: “Estou de corpo e alma com esta equipa”

Adrien Silva quando representou o Sporting em 2007, aqui contra o Kiev para a Liga Europa
Foto
Adrien Silva quando representou o Sporting em 2007, aqui contra o Kiev para a Liga Europa Foto: Nicolas Asfouri/AFP

Médio leonino afirmou na manhã desta quinta-feira que está de "corpo e alma" no Sporting e rejeitou que existam problemas com os dirigentes ou Sá Pinto.

"Estou de corpo e alma com esta equipa e não há problema nenhum entre mim e os dirigentes do clube. Estamos focados no que é melhor para a equipa e em nos prepararmos bem para esta época", disse o médio, assegurando a união do grupo “para conseguir os objectivos desta época".

Adrien, que regressou após empréstimos à Académica e aos israelitas do Maccabi Haifa, referiu que está a ser "muito bom" trabalhar com Sá Pinto, deixando elogios ao técnico.

"É uma excelente pessoa com quem sempre me dei bem e vou continuar a dar. Está tudo resolvido há muito tempo, nunca houve confusão entre mim e o Sá Pinto. Apenas foi ruído de pessoas à volta, nunca teve problema nenhum e está tudo cinco estrelas", garantiu.

O médio disse ainda que as palavras do presidente Godinho Lopes, que a equipa deve lutar pelos primeiros lugares do campeonato, foram recebidas pelo grupo como mais uma factor de motivação.

"Não são palavras que possam atrapalhar o trabalho dos jogadores, mas sim de motivação. Um clube como o Sporting tem de ter esses objectivos altos. O lugar do Sporting deve ser no cimo da tabela e temos de voltar a esses lugares", afirmou.

Adrien Silva referiu que o plantel está muito diferente do que quando deixou o clube há duas épocas, mas disse que foi bem recebido e que existe uma grande vontade de vencer no grupo de trabalho.

Sobre a titularidade, o médio defendeu que vai ser uma luta saudável pelo lugar, realçando que está disponível para jogar onde o técnico entender.

"É uma luta saudável pelo ‘onze’ que ajuda a evoluir e a puxar por nós, a cada jogo e a cada treino, só pode ser benéfico para todos nós. A posição que joguei o ano passado é uma que me sinto bem, mas estarei disponível para qualquer posição que o treinador quiser. Ele conhece-me melhor que ninguém e sabe a posição o que me sinto melhor", explicou.

Adrien deixou também elogios aos “reforços” e está satisfeito com qualidade do grupo de trabalho.

"Se os dirigentes os decidiram contratar é porque vêm para ajudar e têm enorme qualidade para representar este clube. Estamos bem servidos com os que já temos, mas se os dirigentes entenderem contratar [mais jogadores], serão bens recebidos para ajudar a equipa", concluiu.

Sugerir correcção