Arbitragem

Pedro Proença e as críticas dos clubes: “Que percebam as responsabilidade dos seus actos de gestão”

Pedro Proença
Foto
Pedro Proença Charles Platiau/Reuters

O árbitro Pedro Proença deixou um recado aos clubes que criticam os árbitros, considerando que era positivo se os dirigentes “respondessem pelos orçamentos megalómanos que fazem e pelos objectivos desportivos que não alcançam”.

“Convivo com naturalidade com este tipo de críticas. Gostava era que as pessoas percebessem, na sua própria casa, as responsabilidade dos seus actos de gestão”, disse Pedro Proença, em entrevista à Rádio Renascença.

Questionado sobre o Benfica, cujo presidente pediu para que Proença não volte a dirigir jogos do clube, o árbitro respondeu que vai apitar os jogos dos benfiquistas como “os dos outros clubes”.

Proença, que neste ano dirigiu a final da Liga dos Campeões e do Euro 2012, sublinhou ainda que as actuações no estrangeiro não são diferentes de Portugal: “Desempenhei a minha função como árbitro da mesma forma que em Portugal”.

Sugerir correcção