Sílvia Castro e Maria João Leão são duas das três sócias que criaram a Views of Science Pedro Cunha
Foto
Sílvia Castro e Maria João Leão são duas das três sócias que criaram a Views of Science Pedro Cunha

Doutoraram-se em Londres, criaram uma empresa e vendem ciência em "t-shirts"

A Views of Science é uma empresa de comunicação de ciência criada por três jovens portuguesas, doutoradas em Inglaterra, que regressaram a Portugal e têm orgulho na produção nacional

Depois de terminarem os doutoramentos em Inglaterra, três amigas regressaram a Portugal com vontade de aproximar a sociedade da ciência. E assim decidiram criar o próprio negócio: o projecto Views of Science, que aposta na criação de produtos que contenham uma mensagem científica. Pode ser uma "t-shirt"

 

Em Londres, Sílvia Castro, Maria João Leão e Sónia Martins fizeram doutoramentos em desenvolvimento do sistema nervoso, biomedicina e virologia, respectivamente. Foi ainda durante essas formações que se interessaram pela actividade de comunicar ao público o trabalho científico. "Londres é forte nas componentes de comunicação de ciência e de angariação de financiamentos privados para a ciência", explica Maria João Leão, acrescentando que queria "voltar e ajudar a parte científica em Portugal nessa área".

PÚBLICO -
Foto
As t-shirts da Views os Science têm mensagens científicas estampadas Pedro Cunha

 

Há cerca de quatro anos decidiram, então, regressar e enveredar pelas áreas de comunicação de ciência e angariação de fundos. Actualmente, Sónia Martins trabalha no Instituto de Biologia Molecular e Celular, no Porto; Sílvia Castro é colaboradora do MIT Portugal e Maria João Leão trabalha no Instituto Gulbenkian de Ciências, ambos em Lisboa.

 

Agora, avançam também com um projecto em conjunto: a Views of Science. Maria João Leão explica que o grupo de amigas considerava importante ser-se empreendedor. "E em Portugal ainda mais. Então, surgiu a ideia de criar uma empresa para a execução de produtos com uma mensagem científica e que tivesse, também, uma parte importante de aproximação da ciência à sociedade", conta.

 

Assim, hoje, a Views of Science propõe-se a atingir vários objectivos, fazendo comunicação de ciência através dos produtos criados. "E também, de uma certa forma, tem algo de empreendedorismo social, porque possui uma componente muito forte de educação", acrescenta a responsável.

 

Comunicar ciência como profissão

Quando se pensa em profissionais da ciência, vem à ideia alguém de bata branca num laboratório, a realizar um trabalho sobre algo com um nome nada simples de ser dito. Mas o serviço desenvolvido nas áreas em que trabalham Sílvia Castro, Maria João Leão e Sónia Martins também é essencial para que esses profissionais nos laboratórios possam fazer a sua investigação. Por outras palavras, comunicar ciência é uma actividade tão importante na cadeia de produção científica como a própria investigação.

 

Maria João Leão acredita que existe a ideia que comunicar ciência são "carreiras" de "uma segunda opção", o que "é muito errado". A responsável pela área de captação de fundos salienta que este é, de facto, um sector reconhecido em países como a Inglaterra e os Estados Unidos. "O progresso na investigação acontece, também, porque há profissionais a angariar financiamentos privados para a ciência." Até porque "o processo de angariação de fundos tem muito de divulgação científica", realça. E só com o entendimento das pessoas sobre quão indispensável é a ciência, é que se consegue a contribuição da sociedade para a mesma.

 

"Nós queremos ter esta mensagem de educação científica, queremos motivar jovens para carreiras científicas e, também, divulgar a ciência que se faz em Portugal", diz Maria João Leão.

 

Aliás, outra das ideias que estas cientistas empreendedoras mencionam refere-se à investigação realizada em Portugal. "As pessoas têm uma ideia errada de que não há oportunidades, mas há investigação de alta qualidade em Portugal", realça Maria João Leão.

 

Apesar dessa noção errónea, hoje a sociedade já não olha para a ciência como se de um bicho estranho se tratasse. "Acho que existe uma maior ligação entre a ciência que se faz nos nossos laboratórios e institutos e a sociedade", afirma a sócia Sílvia Castro.

 

Andar com um cromossoma ao peito

Para também promover esta aproximação, está aí a Views of Science, que começou por criar "t-shirts" de adultos e crianças. São cromossomas e moléculas de ADN estampados nestas peças de roupa para, de "uma forma inovadora", comunicar a ciência à sociedade", explica Sílvia Castro. Mas como na ciência são precisas quase as mil palavras para se perceber uma imagem, nas etiquetas das "t-shirts" existe um texto que explica o conceito científico associado à mesma.

 

As "t-shirts" foram fabricadas por uma empresa portuguesa, porque a Views of Science tem "orgulho" em que os seus produtos sejam fabricados em Portugal e, desde Dezembro de 2011, estão à venda no site da Views of Science. Além das "t-shirts", esta empresa da área da comunicação de ciência vai apostar em outros produtos, como artigos de cerâmica e joalharia.

 

O próximo objectivo de Sílvia Castro, Maria João Leão e Sónia Martins será estabelecer parcerias com instituições como museus, universidades, escolas e empresas, que poderão não estar no ramo da ciência mas que queiram transmitir uma mensagem com conteúdo científico. "Vamos fazer prestações de serviços e design de produtos com os conteúdos que sirvam as necessidades dessas instituições", explica Sílvia Castro, esperançosa de que a mensagem de promoção da ciência em geral chegue a todos.