Fotogaleria
As sugestões de Raquel e João incluem uma receita fácil de chili com carne 427/Flickr
Fotogaleria
The Queen of Subtle/Flickr

Megafone

Dicas para passar um fim-de-semana "low cost" a dois

O blogue "Les Bons Vivants" preparou duas sugestões para um fim-de-semana à grande e à portuguesa (ou seja, com o dinheiro contadinho). Porque a boa vida não precisa de ser cara

Muitas vezes somos confrontados com uma escolha difícil de fazer: ir passar um fim-de- semana a qualquer lado, ou poupar dinheiro. A verdade é que, cada vez mais, surgem novas hipóteses e ideias de aproveitar o tempo livre sem gastar tanto ou, melhor dizendo, gastando pouco.

 

O truque está, talvez, na mudança de perspectiva, abandonando a ideia de que um fim-de-semana diferente ou fora tem de ser necessariamente longe do local onde vivemos ou dispendioso.

 

Além do mais, na altura das refeições é essencial optar por aquilo que denominamos de "jantar fora em casa": preparar um ambiente agradável, elaborar uma refeição e servi-la. Assim, optar por alojamento onde se possa cozinhar ou guardar a comida, caso a traga já preparada, é o ideal.

 

Deixamos duas sugestões, uma delas para quem vive perto de Lisboa.

 

Primeira sugestão

 

Sábado de manhã — passeio pela Vila de Sintra, com possível visita à Regaleira ou ao Palácio da Pena. À hora de almoço escolher um sítio agradável onde fazer um piquenique. Se estiver sem ideias do que levar para almoçar, esta massa muito simples de fazer é uma boa hipótese:

 

Cozer massa "penne" (ou outra sem ser esparguete) e um ou dois ovos (por apenas sete minutos, para que a gema fique húmida). Picar cebola em pedaços pequenos, cortar os ovos grosseiramente, juntar à massa e acrescentar atum. Fazer um molho fresco com um iogurte natural, maionese, mostarda e mel, temperado com sal e pimenta.

 

Depois do almoço (ou mesmo antes, para poder já deixar a bagagem no quarto), fazer o "check in" no apartamento 1a ou 1b da Casa da Pendôa, equipados com tudo o que é necessário, e localizados mesmo no centro da Vila. Os apartamentos consistem em "open spaces" acolhedores e com um toque de romantismo, ideais para uma escapadinha romântica. Em época alta, o valor é de 70 euros, pelo que o alojamento fica por 35 euros por pessoa.

 

O jantar deve ser caseiro, a fim de aproveitar o apartamento e, claro, poupar. A seguinte refeição pode ficar bastante em conta: sopa de tomate com azeite e orégãos para entrada e o resto do jantar à base de petiscos: ovos mexidos com farinheira, pão e umas fatias de presunto ou um chouriço assado. A sopa de tomate é muito fácil de fazer (e pode levá-la já feita de casa para não perder tempo):

 

Cortar cebola em pedaços e pelar o tomate, retirando-lhe as sementes, cortando-o também em pedaços. Refogar a cebola em azeite e, quando esta ficar transparente, juntar cerca de uma colher de chá de açúcar (devido à acidez do tomate). Juntar o tomate (que pode ser o natural juntamente com aquele que vem em lata, já pelado – uma junção dos dois tipos, nas mesmas quantidades, é o ideal) e deixar cozinhar. De seguida junta-se a água previamente aquecida, tempera-se com sal e pimenta e deixa-se ferver. No fim, triturar tudo com uma varinha mágica, servir e regar com um fio de azeite e umas folhas de orégãos.

 

Para acompanhar sugerimos um bom vinho, o Dona Ermelinda de Setúbal, por apenas quatro euros a garrafa.

 

No domingo, hora de regressar a casa.

 

Segunda sugestão

 

Esta hipótese tanto pode ser para um fim-de-semana a dois ou em grupo, sendo apenas necessário ter material de campismo. Pesquisar os parques de campismo perto ou relativamente perto da zona onde se vive (de forma a não gastar muito dinheiro em deslocações) e escolher um deles. Sugerimos o de Constância, no distrito de Santarém, por ser pequeno, sossegado, estar à beira-rio, ter muitas sombras, e ser baratíssimo.

 

O truque está em procurar fugir das refeições insípidas e valer-se do fogão de campismo. Acreditem: é possível cozinhar enlatados com sabor.  Porque não um chili com carne?

 

Fazer carne picada (de vaca ou porco, ou uma mistura de ambos – basta fazer um refogado com cebola, temperar a carne com alho, sal, pimentão doce e pimenta, juntar a carne ao refogado, um pouco de vinho branco de mesa e polpa de tomate ou daquelas misturas já preparadas de molho bolonhesa) e juntar feijão encarnado enlatado. Temperar com piripiri e, se quiserem, juntar pimento vermelho aos pedaços.

 

Acompanhar a refeição de um bom vinho, a um preço simpático, como o que sugerimos acima.

 

Sugerir correcção