Ténis

Nadal eliminado na segunda ronda de Wimbledon

Rosol nunca tinha jogado no quadro principal de Wimbledon
Foto
Rosol nunca tinha jogado no quadro principal de Wimbledon Foto: Toby Melville/Reuters

O tenista espanhol Rafael Nadal, número dois mundial, foi eliminado na segunda ronda do torneio de Wimbledon, ao perder em cinco partidas, na quinta-feira, com o checo Lukas Rosol, número 100 do ranking profissional masculino.

Rosol surpreendeu Nadal, finalista vencido em 2011 e recente vencedor de Roland Garros, em cinco “sets”: 6-7 (9-11), 6-4, 6-4, 2-6 e 6-4, ao fim de 3h19m de encontro.

O checo nunca tinha jogado o quadro principal de singulares do torneio de relva londrina, enquanto Nadal cai pela segunda vez na segunda ronda. A última vez tinha sido em 2005, a pior prestação em Wimbledon.

“É como um milagre para mim. São muitas emoções e não esperava nada disto. Ele é uma vedeta, peço desculpa. Joguei de um modo inacreditável e espero fazer outro encontro assim. É o melhor momento da minha carreira”, disse Lukas Rosol.

Em provas do Grand Slam, o melhor registo de Rosol era a presença na terceira ronda de Roland Garros em 2011.

“É pena ter perdido, não estou satisfeito por ter sido na segunda ronda, pois tinha um longo caminho até à final”, lamentou Nadal, considerando os “últimos quatro meses bons”.

Nadal acrescentou que “não é uma tragédia” ter perdido um encontro, porque “há outras coisas mais importantes”.

O espanhol considerou que nesta derrota “várias coisas não estiveram bem”, ao passo que o adversário checo “jogou de maneira incrível”.

“Não estive inspirado nos três primeiros ‘sets’”, admitiu o maiorquino, sublinhando que o fecho do tecto no “court” central do All England Club, que obrigou a suspender o encontro por 45 minutos, “não ajudou”.

“É o desporto. É um estádio novo e pensei que apenas levaria de cinco a dez minutos a fechar o tecto”, disse, questionando: “A única coisa que não entendo é por que se tem de fechar o tecto. Se acaba a luz natural, não se pode jogar com luz artificial sem cobrir o ‘court’?”

Apesar do afastamento, Nadal garantiu que está bem “mentalmente”, embora “fisicamente” esteja a necessitar “de repouso”.

“Joguei muito nestes seis últimos meses. Preciso de parar um pouco”, afirmou.