Futebol

Tiago Craveiro abre mais um conflito entre federação e Liga

Um ataque directo da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) a Tiago Craveiro, ex-secretário-geral desta instituição e futuro secretário-geral da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), abriu ontem uma nova polémica entre os dois orgãos. A Liga acusa o seu antigo funcionário de estar a provocar a discórdia entre os presidentes das instituições e os responsáveis federativos responderam com críticas ao organismo profissional, convocando-o para uma reunião com "carácter de urgência.

"A Liga manifesta-se mais uma vez contra as acções concertadas do ex-dirigente da Liga, com acesso a informação e contactos privilegiados, e que agora trabalha na FPF, e que visam enfraquecer a entidade representante dos clubes", denunciou o órgão presidido por Mário Figueiredo, em comunicado, pormenorizando a acusação. "Esta acção reiterada tem-se manifestado através de campanhas de desinformação, bem como pela tentativa de desvio de patrocínios e patrocinadores, que tinham sido começados a negociar em sede de Liga e antes de esse dirigente ter abandonado as suas funções na instituição."

Assim, a Liga exige um "cabal esclarecimento" sobre as funções actuais de Tiago Craveiro na FPF, nomeadamente se está a desempenhar funções como secretário-geral, apesar de não ter sido oficializado nesse cargo. "Embora, de facto, ele já actue como tal e assim venha intitulado em documentos oficiais", garante o comunicado.

Pela mesma via, os responsáveis federativos responderam, ao final da tarde, criticando "a via absolutamente imprópria escolhida para abordar um assunto desta natureza" e convocando a Liga para uma reunião urgente para debater o assunto. No mesmo documento, a FPF admite que Tiago Craveiro (a quem elogiou o percurso profissional na Liga) já está ligado a este organismo, mas, por enquanto, apenas como assessor do presidente Fernando Gomes, assumindo as funções de secretário-geral no fim da presente temporada. Até lá, este cargo é desempenhado por Ângelo Brou "a título transitório".