Futebol internacional

Os melhores momentos do Barcelona de Guardiola

Guardiola foi sinónimo de troféus
Foto
Guardiola foi sinónimo de troféus Foto: Glyn Kirk/AFP

Pep Guardiola foi escolhido em Junho de 2007 para treinar a equipa B do Barcelona, e um ano depois era promovido a timoneiro da formação principal dos “blaugrana”, rendendo Frank Rijkaard.

Quatro anos depois, o técnico anunciou que chegou o momento de sair, confessando sentir necessidade de descansar após um período muito intenso. A trajectória de Guardiola no Barcelona fica marcada por um futebol que ficará para a história e por muitos troféus: no total foram 13 (pode ainda ganhar a Taça do Rei espanhol).

Ganhou três campeonatos de Espanha, uma Taça do Rei, três Supertaças de Espanha, duas Ligas dos Campeões, duas Supertaças europeias e dois Mundiais de clubes, uma lista que faz de Guardiola o treinador com mais títulos da história do Barcelona.

Foi uma estreia assombrosa, um ano em que o Barcelona ganhou tudo o que havia para ganhar. E no entanto, na Liga espanhola, tudo começou com uma derrota (0-1) diante do Numancia (veja o vídeo abaixo). Mas a equipa recuperaria desse início em falso. As estatísticas de Guardiola são elucidativas: orientou 242 partidas do Barcelona, ganhou 72%, a equipa marcou 618 golos e teve uma média de 67% de posse de bola.

Entre os momentos para recordar do Barça de Guardiola ficam as vitórias sobre o Real Madrid. Dos vários confrontos entre os dois rivais, os adeptos catalães recordarão com mais carinho as vitórias por 5-0 na Catalunha e por 6-2 no Santiago Bernabéu (veja os vídeos abaixo).

A Liga dos Campeões ganha em 2008-09, na primeira época de Guardiola como treinador do Barcelona, foi também um momento alto (veja o vídeo abaixo). Foi o terceiro troféu dos “blaugrana” na prova, e a primeira de duas que a equipa ganharia com Guardiola no comando.

Numancia-Barcelona, 0-1
Barcelona-Real Madrid, 5-0
Real Madrid-Barcelona, 2-6
Barcelona-Manchester United, 2-0
Vídeo-homenagem feita pelo Barcelona