Televisão

João Gobern dispensado pela RTP depois de ter festejado golo do Benfica

Gobern no momento do golo do Benfica
Foto
Gobern no momento do golo do Benfica dr

O comentador televisivo João Gobern foi nesta terça-feira dispensado pela direcção de informação da RTP, depois de ter sido filmado a festejar um golo do Benfica na última edição do programa "Zona Mista", da RTP Informação.

João Gobern, que formava com Bruno Prata a dupla de comentadores residentes do programa, aproveitou um momento em que a palavra tinha sido dada a outro interveniente para espreitar os últimos minutos do Benfica-Sp. Braga num dos ecrãs do estúdio.

E na altura em que a realização o enquadrou, ergueu o braço em sinal de contentamento para festejar o golo de Bruno César, que daria a vitória aos "encarnados".

Na sequência deste episódio, o comentador foi informado da dispensa dos seus serviços, não tendo ainda sido encontrada uma alternativa para o programa.

“Penitencio-me pelo gesto, mas é uma hipocrisia”

Ao PÚBLICO, o comentador de televisão diz que houve protestos e contestações “tanto de espectadores legitimamente ofendidos” como daqueles que iam “aproveitar a oportunidade para se vingar”.

Gobern diz que quando se apercebeu que tinha aparecido em grande plano, não havia volta a dar. E mandou um SMS a Nuno Santos, director de informação da estação, colocando o lugar à disposição.

“Na altura não estava no país e falou-me hoje [terça-feira], dizendo que a direcção de informação da RTP achava que não havia condições para eu continuar no Zona Mista”, conta Gobern, que diz não se ter demitido: apenas achou que tinha de colocar o lugar à disposição para não haver constrangimentos.

Para João Gobern, a situação não insustentável. “Quando fui convidado para fazer o Zona Mista, as pessoas que me contactaram sabiam qual a minha tendência clubística. E do que tenho visto ao nível de outros comentadores, inclusive aqueles que não divulgam os seus clubes, decisão essa que respeito, não vi nunca que fossem mais isentos e objectivos que eu”, analisa. “A única camisola que devia vestir era a da RTP e foi o que fiz”.

Gobern diz que o seu gesto foi fruto do momento.

“Aquilo que aconteceu foi que vimos quase toda a segunda parte do jogo no programa – e passou pelas circunstâncias do próprio jogo, de raiva e coração. Evidentemente que me penitencio de ter tido aquele gesto, mas não conheço adepto de clube nenhum que não tivesse feito aquilo…”.

Este foi o quarto ano em estúdio de Gobern no Zona Mista e, segundo o próprio, ao longo desse tempo a RTP teve sempre a oportunidade de o substituir, mas nunca o fez.

“Pelo contrário, havia um depósito muito grande no Bruno [Prata] e em mim. Foi-me dito que a coisa funcionava”, desabafou.

O vídeo do festejo de João Gobern
Notícia actualizada às 22h30