O centro histórico de Esposende foi virado do Avesso

Um novo sítio projectado para acolher exposições, música ao vivo e outros eventos que enaltecem a arte, nas suas diferentes formas, com os sabores à berlinda. Chama-se Avesso

Foto
Anoik DR

O “Avesso ”, um projecto de Artur, artista plástico, e de Alexandra Durão, responsável pelo projecto artesanal Mi Mitrika, assenta numa íntima ligação com a ilustração. Segundo a gerência, a “ arquitectura do espaço pediu também que assim fosse".

"Todas as referências que estruturam o Avesso apelam à ilustração. Desde a lata de Cerelac, aos livros de botânica, dos almanaques aos objectos de família, das rendas aos bonecos, dos doces aos desenhos de canela sobre o leite-creme e ao branco intenso do espaço que recorta a cada momento os cartazes, os desenhos do [designer] Anoik”.

O café/galeria/bar Avesso, no centro histórico de Esposende, adopta um ambiente "clean" e descomprometido, a pensar na fusão das artes plásticas, da música, do design e da gastronomia, com o seu rés-do-chão centenário, onde os azulejos “Viúva Lamego”, do século XX, e os objectos decorativos, narradores de muitas histórias de família, nos remete para outros tempos.

Sensação que é certeira para um espaço que pretende, também, celebrar as tradições portuguesas, aliadas aos vários eventos que organiza, com a missão de se colocar no circuito de galerias de centros urbanos e estimular a ilustração que, como nicho alvo, interessa sobremaneira.

Foto

Ilustre Ilustração

Foto
Mariana, a Miserável DR

A programação deste espaço, para já, conta com a 10.ª edição da Ilustre Ilustração, em Junho, com uma exposição de Júlio Dolbeth, e mais brevemente com o trabalho de Cátia Vidinhas.

A estes nomes reúnem-se, em exposições passadas, outros artistas, que fazem desta forma de arte a sua expressão, como Andy Calabozo, e Hey Mikel.

Os ritmos de Gobi Bear, Nuno Prata (antigo baixista dos Ornatos Violeta) e Birds Are Indie, entre outros, sobre os quais podemos tomar conhecimento aqui, defendem a música pelos lados de Esposende.

O habitual dia do Avesso inclui a exposição e venda de artesanato de jovens artistas portugueses, a leitura de publicações disponíveis para os seus clientes, a degustação de bons vinhos e a apreciação de doces da Alfarrobinha, rebuçados da Régua ou um cheesecake de frutos silvestres, e outros produtos internacionais de renome. O antigo e o moderno reencontram-se. E não é às avessas que o fazem.