Projecto português Contentores será exposto na Tate de Liverpool

Foto
A primeira exposição do projecto foi em 2010 debaixo da Ponte 25 de Abril Nuno Ferreira Santos

De acordo com Sandro Resende, responsável da P28 Associação de Desenvolvimento Criativo e Artístico, a exposição será inaugurada em Setembro e ficará patente durante dois meses.

Desta vez, o criador em foco é o artista plástico Miguel Palma, cuja peça começará a ser montada “daqui a dois ou três meses”. “Será uma espécie de um aspirador industrial”, revelou Sandro Resende.

Num contentor com 12 metros de comprimento, Miguel Palma irá colocar uma ventoinha gigante numa das entradas, “que vai puxar o ar que andará dentro do contentor” e uma outra ventoinha no texto do contentor, “por onde o ar vai sair”.

“No meio será colocado uma espécie de velcro, que vai filtrar todo o lixo. O Miguel Palma irá depois fazer pinturas a partir do lixo que for apanhado”, explicou Sandro Resende, acrescentando que “em dois meses sairão pelo menos umas dez obras”.

O projecto de arte contemporânea Contentores consiste na apresentação de obras de artistas e arquitectos no interior destas grandes caixas metálicas usadas habitualmente para transporte marítimo, terrestre ou aéreo.

A primeira edição do Contentores aconteceu em 2010 em Lisboa, nas Docas de Alcântara, debaixo da Ponte 25 de Abril, e, a segunda no ano passado, no Centro Cultural de Belém (CCB). Entretanto, a P28 vai levar o projecto em Abril a Guimarães.

Sugerir correcção
Comentar