Inglaterra

Chelsea despede André Villas-Boas

Villas-Boas sai ao fim de oito meses e 12 dias em Stamford Bridge
Foto
Villas-Boas sai ao fim de oito meses e 12 dias em Stamford Bridge Foto: Phil Noble/Reuters

O Chelsea anunciou neste domingo a saída de André Villas-Boas, devido aos maus resultados do treinador português, e defende que a "única opção" era efectuar esta mudança agora.

O italiano Roberto di Matteo, que era adjunto de Villas-Boas, assume o cargo de treinador do Chelsea até ao final da época.

"O Chelsea e André Villas-Boas separaram-se hoje. A administração gostaria de registar a gratidão pelo seu trabalho e expressar a desilusão por esta relação ter terminado tão cedo”, lê-se num comunicado do Chelsea.

O comunicado do clube londrino não explica claramente de quem partiu a iniciativa da rescisão de contrato, mas Villas-Boas sempre disse que não se demitiria.

“Infelizmente, os resultados e as exibições da equipa não estavam a ser suficientemente boas e não mostravam sinais de melhoria numa fase crucial da época”, acrescenta o mesmo comunicado, sublinhando que o clube tem ambições na Liga dos Campeões e na Taça de Inglaterra.

"Sentimos que a nossa única opção era fazer esta mudança agora", dizem os responsáveis do clube inglês.

Villas-Boas sai depois da derrota frente ao West Bromwich (1-0), que deixou o Chelsea a três pontos do quarto lugar na Liga inglesa.

A equipa londrina está ainda envolvida na Taça de Inglaterra, jogando na terça-feira um jogo de desempate com o Birmigham nos oitavos-de-final, e também na Liga dos Campeões, defrontando o Nápoles no dia 14 deste mês, na segunda mão dos oitavos-de-final, depois de ter perdido por 3-1 em Itália.

Villas-Boas deixa o Chelsea oito meses e meio depois de Roman Abramovich ter pago 15 milhões de euros ao FC Porto, tornando-o o treinador mais caro da história do futebol.

O português é o sexto treinador despedido por Abramovich desde que comprou o Chelsea, em Junho de 2003, juntando-se a Claudio Ranieri, José Mourinho, Avram Grant, Luiz Felipe Scolari e Carlo Ancelotti.

Notícia corrigida às 15h58

Chelsea perdeu com West Bromwich e não Wigan