Futebol

Lusa anula notícia sobre Domingos mas “para já” não revela a fonte

O despedimento de Domingos continua a dar que falar
Foto
O despedimento de Domingos continua a dar que falar Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters

A agência Lusa decidiu nesta terça-feira anular a notícia em que escreveu que alegados encontros com dirigentes portistas estiveram na origem da demissão de Domingos Paciência do cargo de treinador do Sporting, mas “para já” não revela a identidade da fonte que lhe forneceu essa informação.

“Após aturada averiguação feita ao caso, a direcção de informação reconhece ainda que não conseguiu reunir provas conclusivas de que a fonte da notícia tenha apresentado informações falsas ou que tenha agido de má-fé, pelo que declina, para já, o direito de denunciar a sua identidade”, lê-se numa nota aos clientes, emitida nesta tarde.

A agência noticiosa reitera que “na elaboração dessa notícia não foram respeitadas as normas essenciais do Código Deontológico do Jornalista nem as regras do Livro de Estilo da Agência, no que diz respeito à necessária confirmação dos dados apurados”.

“A posterior investigação sobre o assunto revelou que a informação que sustentava o título da notícia não pôde ser confirmada. Pelo contrário, o treinador Domingos Paciência negou peremptoriamente a veracidade da informação, a direcção do Sporting Clube de Portugal negou qualquer esclarecimento oficial e a fonte não identificada que serviu de base para a notícia não foi capaz de apresentar provas válidas para sustentar as suas afirmações”, escreve ainda a direcção da Lusa, referindo-se à notícia que publicou no dia 13 de Fevereiro.

Poucas horas após o despedimento de Domingos Paciência, a Lusa publicou essa informação que viria a gerar grande polémica. Domingos Paciência anunciou mesmo uma acção em tribunal contra a agência noticiosa.