Futebol internacional

Inter afunda-se na depressão

Fechar os olhos não vai fazer as coisas desaparecer
Foto
Fechar os olhos não vai fazer as coisas desaparecer Foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP

A equipa de Claudio Ranieri perdeu o quarto jogo consecutivo na Serie A. Na visita ao Nápoles, um golo de Ezequiel Lavezzi derrotou os “nerazzurri”.

Há várias maneiras de colocar a questão: pela primeira vez em 25 anos, o Inter ficou em branco em quatro jogos consecutivos na Serie A (derrotas 0-1 com o Nápoles, 0-3 com o Bolonha, 0-1 com o Novara e 0-4 com a Roma). Ou pela primeira vez desde 1974-75, o Inter soma à 25 jornada tantas vitórias como derrotas: 11. Ou ainda: pela primeira vez desde que Javier Zanetti está na equipa (desde 1995), o Inter perdeu cinco jogos seguidos em todas as competições.

Claudio Ranieri está a fazer história no Inter, mas não é bem da maneira que ele pensava. Os “nerazzurri” acumulam exibições deprimentes na Liga italiana: neste domingo, perderam na visita ao Nápoles. Ezequiel Lavezzi marcou o único golo da partida aos 59’, os napolitanos ficaram reduzidos a dez aos 79’, com a expulsão de Salvatore Aronica, mas nem assim o Inter evitou a derrota.

Nos últimos oito jogos em todas as competições, o Inter perdeu sete e empatou um. Nas contas do campeonato, os “nerazzurri” seguem no sétimo lugar da classificação. “Não dou nenhum passo atrás”, disse no final da partida Claudio Ranieri. “Porque haveria de sair”, acrescentou o técnico, questionado sobre a má situação da equipa.

Nos outros jogos de domingo, destaque para a derrota (1-4) da Roma na visita ao Atalanta. A Udinese venceu (3-1) no terreno do Bolonha e é terceira classificada, com os mesmos pontos da Lazio. Os romanos bateram a Fiorentina com um golo solitário de Miroslav Klose.