Andebol: Taça das Taças

Benfica confirma apuramento para os quartos-de-final

Carlos Carneiro marcou seis golos
Foto
Carlos Carneiro marcou seis golos Foto: Carlos Manuel Martins (Arquivo)

O Benfica qualificou-se para os quartos-de-final da Taça das Taças de andebol, ao vencer de forma incontestável a débil formação romena do Energia Lignitul Pandurii, por 41-24.

Depois de se ter imposto por 27-33 na Roménia, no confronto da primeira mão dos “oitavos”, o conjunto da Luz voltou a sair por cima e qualificou-se para a ronda seguinte da competição europeia.

“Águias” e romenos começaram o encontro de forma equilibrada, ora marcando um, ora marcando outro, sendo que na primeira parte o destaque foi para o benfiquista David Tavares, autor de sete golos, enquanto Apolzan dava “cartas” do lado adversário (quatro golos).

A superioridade benfiquista nunca esteve em causa, mas o Pandurii não se fazia de rogado e ia aproveitando os erros ofensivos dos “encarnados”, para lançar rápidas transições para o ataque e, assim, manter-se próximo no placar.

No entanto, ainda antes dos 20 minutos, o Benfica começou a distanciar-se no marcador, alcançando uma vantagem nunca inferior a três golos, conseguindo chegar ao intervalo com 20-16, muito por culpa de David Tavares.

O início do segundo tempo manteve a tendência benfiquista e, já depois do guarda-redes Ricardo Candeias ter segurado a vantagem de cinco golos, com duas defesas, a equipa de Jorge Rito deu início a uma autêntica avalanche sobre o adversário.

Sem conseguir ultrapassar o bloqueio das “águias”, a equipa romena depressa viu aumentar a desvantagem, que atingiu os 11 golos, à passagem dos 43 minutos (29-19), e que aumentou à medida que o tempo passava.

As facilidades concedidas pelos romenos eram cada vez maiores e, prova disso, foi o facto de terem ficado sete minutos sem conseguir bater o guardião “encarnado”, algo que apenas conseguiriam fazer a 20 segundos do final.

Ficha de jogo

Jogo no Pavilhão da Luz, em Lisboa.

Benfica

João Ferreirinho (gr), David Tavares (10), Pedro Graça (1), Carlos Carneiro (6), Nuno Grilo (4), José Costa (1) e Inácio Carmo (3). Jogaram ainda Ricardo Candeias (gr), Cláudio Pedroso (2), João Lopes, Nuno Roque (3), Rui Silva (3), António Areia (1), João Pais (4) e Georgy Zaikin (3).

Pandurii

Adrian Radulescu (gr), Mihai Paius (1), Darius Apolzan (8), Mihai Asoltanei (3), Dan Ilies (4), Andrei Pospescu (3) e Ionut Mazilu (1). Jogaram ainda Florin Dragomir (gr), Valentin Popescu, Marius Mocanu (3), Ciprian Sandru (1), Andrei Enache, Razvan Mledenciu e Razvan Udristoui.

Sugerir correcção