Missão da <i>troika</i>

Governo agrava previsão de recessão para 2012

Foto
Nuno Ferreira Santos/arquivo

O ministro das Finanças disse hoje que o Governo agravou as previsões macroeconómicas para o próximo ano, prevendo uma contracção do PIB de 3%, em linha com o previsto pela Comissão Europeia.

De acordo com Vítor Gaspar, que está hoje a ser ouvido no Parlamento no âmbito do debate na especialidade do Orçamento do Estado (OE) de 2012, a actividade económica terá um “melhor desempenho” este ano e uma “recessão mais acentuada” em 2012.

Segundo o ministro das Finanças, esta revisão reflecte a incorporação da informação entretanto divulgada pelo INE para o PIB do terceiro trimestre de 2011 que revela uma queda inferior à esperada, e, também, um cenário externo para 2012 mais desfavorável que o previsto

No OE de 2012, estava prevista uma queda do PIB de 1,9% este ano e prevê-se agora uma queda de 1,6%. Para 2012, a revisão é de 2,8% para 3%, em linha com a previsão mais recente da Comissão Europeia.

Ainda assim, Vítor Gaspar salienta que “não se antecipam aspectos negativos para o OE desta revisão”, visto que, como a queda foi menor do que o esperado em 2011 e maior do que o previsto em 2012, “o efeito líquido na actividade económica no final do período será insignificante”.