Liga Europa

Série vitoriosa do Sporting acabou na Roménia

O Sporting sofreu a sua primeira derrota na Liga Europa desta temporada
Foto
O Sporting sofreu a sua primeira derrota na Liga Europa desta temporada Bogdan Cristel/Reuters

O Vaslui foi o adversário que encerrou a série de 10 vitórias consecutivas do Sporting em todas as competições. Na Roménia, já com o apuramento para os 16 avos-de-final da Liga Europa garantido, os "leões" não tiveram o engenho e a arte para carimbar o primeiro lugar do Grupo D e acabaram por ser derrotados, por 1-0. A equipa da casa, novata nas lides da UEFA, obteve o primeiro triunfo na prova e ainda sonha com um lugar na fase seguinte.

Longe de uma exibição estimulante, na senda de algumas que tem protagonizado nas últimas semanas, a equipa de Domingos Paciência apresentou frente ao Vaslui um futebol pastoso, pouco empolgante e desligado em muitos momentos da partida. E, para piorar tudo, encontrou um adversário optimista, com pouco a perder e com vontade de manter por mais algumas semanas a esperança de fazer (a sua) história nas competições europeias.

Também é verdade que o treinador sportinguista pode justificar parcialmente o comportamento da equipa com a grande contrariedade sofrida ainda no arranque do encontro, a lesão de Rinaudo (aos 12", com suspeita de fractura de tíbia e perónio, arriscando longa paragem), uma das pedras basilares do equilíbrio "leonino". Coincidência ou não, desapareceram a tranquilidade e a solidez que a equipa lisboeta demonstrara nos instantes iniciais.

O Sporting perdeu o controlo dos acontecimentos, cedendo perigosamente à boa organização e velocidade do Vaslui, bem mais atrevido do que em Alvalade, há 15 dias, quando foi derrotado por 2-0, na terceira ronda.

Entre os dois encontros, Domingos promoveu consideráveis alterações no "onze" inicial. A começar na baliza, onde Rui Patrício cedeu o lugar a Marcelo, mas mais profundamente na defesa. Aqui, Pereirinha recuou para o lado direito (com João Pereira no banco) e Rodríguez rendeu o lesionado Polga. Mais novidades no ataque, onde Carrillo entrou para a direita e Bojinov deixou de fora Wolfswinkel no centro.

Sem grande ligação entre os sectores, que se reflectia particularmente nas transições atacantes, os "leões" remataram pela primeira vez à baliza adversária só aos 21", por Schaars, sem perigo. Curiosamente, o Vaslui começou também a encontrar os caminhos da baliza de Marcelo por esta altura. Primeiro Adaílton assustou, com um cruzamento ligeiramente por cima, aos 22", mas, à passagem da meia hora, quando se tornavam cada vez mais evidentes as dificuldades da equipa de Alvalade, os romenos inauguraram mesmo o marcador. Um golo que surgiu de um canto, com Zmeu a aproveitar uma enorme confusão na área sportinguista e a rematar contra Pereirinha, que involuntariamente traiu Marcelo.

Os "leões" acordaram a tempo de procurar a igualdade, mas um livre de Matías (34") e um remate em chapéu de Bojinov (na melhor oportunidade da equipa na primeira metade) não levaram a direcção desejada.

No segundo tempo, o Sporting sofreu primeiro um novo susto de Adaílton (48"), antes de pegar no encontro e fabricar a sua melhor jogada atacante. Um passe de ruptura de Matías rasgou a defesa do Vaslui, mas Wolfswinkel, na finalização, atirou ligeiramente ao lado. Os lisboetas instalaram-se no meio-campo adversário, mas de forma inconsequente. Mesmo assim, podiam ter ficado mais perto da igualdade se tivesse sido marcado um penálti evidente sobre Rubio (entrado aos 65"), já nos descontos.

Notícia actualizada às 11h55