Hóquei em patins

Goleada a Moçambique vale bronze a Portugal

A selecção de Portugal de hóquei em patins goleou Moçambique (9-2) e alcançou o terceiro lugar no Campeonato do Mundo, que termina com a final entre a Espanha, campeã mundial, e a anfitriã Argentina.

Com o terceiro lugar, a selecção portuguesa, afastada na sexta-feira da final pela Argentina, repete a posição alcançada na última edição do Campeonato do Mundo, em 2009, e também em 2005.

Frente a Moçambique, a surpresa neste Mundial, Portugal, com André Azevedo como novidade no cinco inicial, sofreu um golo aos três minutos, numa execução primorosa de Carlos Saraiva, que endossou a bola para a baliza quando esta ainda viajava pelo ar.

A equipa de Rui Neto reagiu e começou a desenhar a goleada por Luís Viana, na sequência de uma grande penalidade.

Diogo Rafael, estreante num Campeonato do Mundo, fez o 2-1 e o 3-1, numa altura em que Moçambique revelava dificuldades para chegar à baliza de Portugal.

Antes do intervalo, Valter Neves elevou para 4-1, completando uma acção da formação portuguesa, que não precisava de aumentar muito o ritmo do jogo para criar perigo.

No segundo tempo, Portugal continuou a desenvolver o seu jogo com tranquilidade e, quando acelerava a circulação de bola, criava situações de golo.

Por isso, não foi de estranhar que novamente Diogo Rafael marcasse o 5-1 nos minutos iniciais, para depois Caio assinar o 6-1 e Luís Viana bisar com o 7-1.

Com Domingos Pinho na baliza, Carlos Saraiva marcou o segundo golo de Moçambique e assumiu a liderança da lista dos melhores marcadores do Mundial da Argentina, com 13 golos, mais um do que o argentino Alvarez, que joga na final com a Espanha.

Nos últimos minutos, Reinaldo Ventura e Ricardo Barreiros fixaram o resultado, um dia depois da derrota de Portugal frente à Argentina, num jogo em que os portugueses se queixaram muito da arbitragem.

De resto, Fernando Claro, presidente da Federação Portuguesa de Patinagem, disse à RTP que a estrutura vai enviar uma exposição à entidade internacional que superintende a modalidade sobre os erros na arbitragem no jogo com a Argentina.

Sugerir correcção