Ténis

Gil: “Ganhar a um top 10 é sempre importante”

A festa é de Gil
Foto
A festa é de Gil dr

Português chega aos quartos-de-final de Monte Carlo sem ceder um set nos cinco encontros que disputou (dois no qualifying).

“Foi mais um passo à frente. Ganhar a um top 10, psicologicamente a este nível, é sempre importante, tal como estar nuns ‘quartos’ de um Masters 1000. Fiz um jogo excelente, aguentei bem o ritmo e sempre que pude tentei impor o meu jogo. Ele recua muito e devolve muitas bolas. Em muitos pontos, é preciso saber ter o equilíbrio entre a bola de manutenção e a de ataque, mas consegui sempre manter a calma nesses momentos”, explicou Gil, que chega aos “quartos” sem ceder um set nos cinco encontros que disputou (dois no qualifying).

Com a vitória de hoje, Gil garantiu 205 pontos para o ranking ATP, no qual, na segunda-feira, surgirá na sua melhor posição de sempre (66.º, em 2009).

Na sexta-feira vai decidir um lugar nas meias-finais com o britânico Andy Murray (4.º), que bateu o francês Gilles Simon (24.º), com um duplo 6-3.

“Ficou-me atravessado um jogo que fizemos nos juniores [em Maio de 2003, em Itália], em que perdi 7-6, 7-5, mas nunca mais tive a oportunidade de o encontrar. Vou cheio de confiança e, se ele quiser ganhar-me, vai ter que jogar melhor que eu. Sei que ele não gosta de pontos muito longos e vou tentar pressionar-lhe mais a direita, que é menos forte que a esquerda”, adiantou Gil.

O encontro será o quarto e último do court central, cuja jornada começa às 9h30 (hora portuguesa).