Jornalistas vão para a TVI

TVI decapita direcção de informação da RTP

José Alberto carvalho vai formar uma nova equipa directiva na TVI
Foto
José Alberto carvalho vai formar uma nova equipa directiva na TVI Nuno Ferreira Santos

Fonte oficial da RTP confirmou ao PÚBLICO as saídas José Alberto Carvalho e Judite de Sousa, director e subdirectora da informação do canal público. Os dois jornalistas vão agora dirigir a TVI.

A mesma fonte revelou que a informação do canal vai ser assegurada interinamente pelos actuais subdirectores, José Manuel Portugal, Miguel Barroso e Luís Costa. José Alberto Carvalho e Judite de Sousa ponderavam há alguns dias os convites e esta quinta-feira tomaram a decisão.

Com eles pode também ir Maria José Nunes, directora-adjunta de meios de produção e ainda outros profissionais do canal público, segundo apurou o PÚBLICO.

José Alberto Carvalho, 43 anos, iniciou-se no jornalismo televisivo na RTP em 1989, em 1992 entrou para a SIC, regressando à RTP em 2002. Além de director é um dos principais apresentadores dos jornais da estação pública.

Judite de Sousa, 50 anos, está há cerca de 30 anos da RTP, é uma das principais caras do canal e já ocupou cargos de direcção por diversas vezes.

Estes convites surgem na sequência da notícia da saída de Júlio Magalhães da direcção de informação do canal de Queluz. Magalhães alegou razões familiares para deixar o cargo de director de informação da TVI, já que tinha de passar muitos dias em Lisboa quando a família se encontra no Porto.

A sua saída já vinha a ser acordada com a administração do canal há vários meses, mas apanhou a maioria da redacção e os restantes membros da direcção de surpresa.

Coincidência ou não, estes convites surgem na mesma altura em que Pais do Amaral regressa à casa-mãe da TVI, o grupo Media Capital, onde liderou a administração até 2005. Em causa está um acordo assinado ontem entre o empresário e o grupo espanhol Prisa, que detém 85 por cento da Media Capital.

Para já, Pais do Amaral adquire dez por cento das acções à Prisa por mais de 34,9 milhões de euros, mas tem ainda a opção de compra de outros 19,69 por cento do grupo da TVI durante o prazo de um ano. A confirmar-se essa compra, o empresário irá pagar mais de 100 milhões de euros aos espanhóis da Prisa.

Notícia actualizada às 20h15