POSITIVO e NEGATIVO

+


FC Porto
Marcou pela primeira vez cinco golos esta época. Regresso às vitórias na Liga com uma exibição de grande qualidade, da maioria dos seus jogadores.

Hulk, Micael e Falcao
O brasileiro já tem mais golos que jogos no campeonato. Ruben Micael não desperdiçou a estreia a titular e confirmou que a profundidade do plantel é um dos atributos deste FC Porto. O colombiano, sem parecer, já soma nove golos esta época.

-


U. Leiria
Chegou ao Porto com o seu melhor arranque de sempre no campeonato, mas desta vez mostrou um carácter demasiado macio.
Liga

Uma exibição de mão cheia do FC Porto contra a União de Leiria

Hulk marcou os dois primeiros golos do FC Porto
Foto
Hulk marcou os dois primeiros golos do FC Porto Fernando Veludo / nFactos

A União de Leiria tinha a segunda melhor defesa do campeonato até chegar ao Estádio do Dragão e saiu de lá bem mais abaixo no ranking, em 10.º. Não conseguiu, nem de perto nem de longe, conter o FC Porto, que fez nova demonstração de poder (5-1) e cedo deixou a certeza de que voltaria aos triunfos na Liga depois do empate em Guimarães. Aos 20 minutos, os “dragões” já tinham quatro oportunidades flagrantes e dois golos. De Hulk, claro.

Mas o líder é mais do que o brasileiro e fez pela primeira vez cinco golos esta temporada. Falcao, tal como Hulk, terminou a noite com dois golos e uma assistência, e ajudou o clube a conquistar a sétima vitória na prova. O FC Porto, que festejou 12 vezes nos últimos três jogos, aumentou o seu saldo na época para 14 triunfos em 15 jogos.

Os jogadores portistas escolheram quase sempre a melhor opção, a mais simples, não foram egoístas e arrasaram o meio-campo e a defesa leiriense. Pedro Caixinha surpreendeu ao nem convocar Silas e o lateral-direito Paulo Vinícius, enquanto André Villas-Boas, com um plantel com muitas opções, ofereceu a primeira titularidade na Liga a Rúben Micael, que tinha sido já cinco vezes suplente utilizado. E o madeirense continuou onde Belluschi deixou a posição: muito bem entregue.

Foi ele que fez o passe para o primeiro golo da equipa, um chapéu perfeito de Hulk (14’). No seguinte golo do brasileiro, quatro minutos depois, a assistência foi de Falcao, que esperou até o “Incrível” concluir o que tinha começado. Sete jogos no campeonato, oito golos para Hulk (13 em todas as provas), que mais tarde devolveu o favor ao colombiano.

Com uma União de Leiria que chegava aos lances quando o esférico já não estava lá – mérito da circulação de bola do adversário -, o perigo para a sua baliza foi-se 
acumulando. Se Hulk tinha aumentado a vantagem no topo da tabela dos goleadores, Varela e Falcao aproveitaram para entrar no pódio. O português ziguezagueou Bruno Miguel no 3-0 (37’), Falcao marcou de cabeça o 4-0 (50’).

Gottardi continuou a ser o guarda-redes mais preocupado, mas os visitantes conseguiram subir mais um bocado no relvado e ganharam uma grande penalidade – a falta de Fernando parece ter sido cometida fora da área -, que Carlão transformou.

Um consolo muito pequeno para uma equipa que assistia às ovações de pé para cada adversário substituído, sempre um mau sinal. Até porque Falcao e Hulk, que só não marcou numa das jornadas em que participou, voltaram a atacar rapidamente.

Ficha de jogo

FC Porto, 5


União Leiria, 1


Jogo no Estádio do Dragão, no Porto. 
Assistência
29.112 espectadores.

FC Porto

Helton 6, Fucile 5, Rolando 7, Maicon 7, Á. Pereira 7, Fernando 6, João Moutinho 7 (Souza 5, 58’), Ruben Micael 7, Varela 6 (J. Rodríguez 5, 69’), Hulk 8 (Walter -, 79’) e Falcao 8.

Treinador

A. Villas-Boas

U. Leiria

Gottardi 5, Panandetiguiri 5, Bruno Miguel 5 (M. Tall 5, 46’), Zé António 5, Patrick 4, R. Brígido 5 (M. Soares 5, 46’), M. Paulo 5, L. Lima 5, Pateiro 5, N’Gal 6 e Zhang 5 (Carlão 6, 63’).

Treinador

Pedro Caixinha

Árbitro

Vasco Santos 4, do Porto.

Amarelos

Pateiro (41’), Rolando (56’), Fernando (72’) e Marco Soares (84’).

Golos

1-0, por Hulk, aos 14’; 2-0, por Hulk, aos 19’; 
3-0, por Varela, aos 37’; 4-0, por Falcao, aos 50’; 
4-1, por Carlão, aos 73’ (g.p.); 5-1, por Falcao, aos 75’.

Notícia actualizada às 22h50